segunda-feira, 31 de maio de 2010

Convite para o lançamento do livro "Cinema e Loucura"...

XIX ENCONTRO LATINO-AMERICANO EM SANTIAGO DO CHILE...

Stand by me...


Vejam isso, para saber o que é "música das ruas".

Pois é. O nome da música é "Stand by Me..."

Este clipe musical circulou pela internet há uns dois anos e deixou todo mundo emocionado.
Nós não nos esquecemos dele, e agora estão de volta.
Parece que fizeram uma alteração no aparecimento dos participantes, mas se era perfeito, perfeito continuou.


http://vimeo.com/moogaloop.swf?clip_id=2539741


STAND BY ME...
Pense numa coisa bem feita e muito bonita.

STAND BY ME...

Basta clicar aqui e assistir a uma filmagem absolutamente impressionante, técnica e musicalmente.
Trata-se de um grupo de pessoas que não se conhecem entre si.
É aqui que entram os técnicos de som e imagem, voluntários e sem remuneração, que se ocuparam de captar o som de cada um dos "cantores", individual e mundialmente (são actuações ao ar livre e isso é extremamente difícil de fazer sem "ruídos exteriores").
Posto isto e remixado, atingindo um nível de pureza musical notável, chegamos a esta maravilha musical conseguida através de alta tecnologia e que, num instante, junta as pessoas de todo o mundo, fazendo-as sentir e falar ao mesmo tempo a mesma linguagem universal... a música.

Vida dura...

O sujeito vai andando pela rua quando, de repente, um assaltante lhe aponta a arma e lhe diz:
- Passa o relógio!
O coitado dá o seu Rolex falso e o ladrão reclama:
- Que é isso? Esta merda qualquer camelô vende por vinte reais! Passa a carteira!
O homem lhe entrega sua carteira de plástico, imitação de Hugo Boss, e o assaltante encontra nela três passes de ônibus, dois vales-refeição
e cinco reais.Irritado, o ladrão diz:
- Paletó gasto, sapatos velhos e a única coisa que parecia prestar aqui não passa de uma reles imitação barata! Afinal, que merda você faz na vida?
O cara responde, quase chorando:
- Sou médico FORMADO EM 1973 !
E o ladrão pergunta, com um sorriso simpático:
- Sério !!?
Qual turma...?

O FIM DOS PROFESSORES...

SERVIÇOS...


Desconto Progressivo em todos os CDs e DVDs Shows. Confira.

Frete grátis em todos os CDs e DVDs. Confira.

Mais...

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Discaração de voto...


Devo compartir com vocês uma péssima premonição: o Dunga será campeão do mundo empatado com a Dilma Roussef. Ambos igualmente qualificados. Senão vejamos.

Dilma é a mais clara expressão da inexistência própria. Depois de fingir lutar contra – que acabou sendo a favor da ditadura militar – ouve e obedece a seus superiores. Vai guardar vaga para o Lula.

O outro é e sempre foi cúmplice de FHC, um lamentável direitista em pele de direitista que vendeu literalmente o país.

Minha senhora, a senhora e eu somos a estupidez em formato de voto. Votamos porque se não a gente não recebe o montepio no fim do mês.

A minha opção é a Marina, já escolhi. Vou dançar quadrilha de São João com ela aproveitando que ela já é vestida a caráter desde que nasceu.

Apoio a Pesquisa com indios...

Edital do CNPQ para auxílio em pesquisas envolvendo indigenas. Maiores detalhes, caso te interesse, na pagina: www.cnpq.br

Cultores da Mediocridade - Huberto Rohden...

Cultores da Mediocridade

Meu ignoto amigo. Se fores impenitente cultor da rotina e mediocridade, guia-te pelas normas seguintes : Antes de pensar, informa-te sempre o que deve ser pensado - para não introduzires no mundo o contrabando de idéias novas.

Não penses nunca com o próprio cérebro - mas sempre com a cabeça dos outros. Dize sempre "sim" quando os outros dizem "sim" - e "não"quando os outros dizem "não".

Lê cada manhã, ao café, o teu jornal - para saberes o que deve ser pensado naquelas 24 horas. Quando vier alguém com idéias novas, evita-o como um perigo social e tem-no em conta de herege e demolidor.

Não te exponhas ao perigo de fazer o que o vizinho não faz - mas lembra-te da comprovada máxima burguesa: O seguro morreu de velho. Sê amigo dedicado da tua tépida poltrona - e não te exponhas a vertigens de vastos horizontes.

Prefere sempre as paredes maciças dum cárcere e as grades seguras duma gaiola as incertezas dum vôo estratosférico. Não abras nunca portas
fechadas - abre tão somente portas abertas.

Não explores caminhos novos,como os bandeirantes - anda sempre sobre trilhos previamente alinhados. Vai sempre com o grosso do rebanho, como os bons carneiros - e não procures caminho à margem da rotina geral.


Em suma,meu insigne cultor da mediocridade: Deixa tudo como está - para ver como fica. Dest'arte, conservarás a saúde e tranqüilidade dos nervos e poderás tomar, cada dia,com sossego, o teu choppe ou cock-tail - e passar pôr homem de bem...

Se, porém, resolveres, um dia, sair da rotina tradicional e expor-te ao perigo mortífero dum ideal superior, então lê com atenção o que te diz um homem que conhece a vida: Vai às margens do Ganges e pede ao mais robusto dos elefantes que te ceda a sua pele paquidérmica, para com ela revestires a tua alma.

Vai às praias do Nilo e arranca ao mais velho dos crocodilos a sua impenetrável couraça e faze dela invólucro do teu coração. Senta-se aos pés do mestre Zenon, rei dos Estóicos, e pede que te ensine a filosofia de ser pedra inerte, bloco de gelo, cadáver ambulante, indiferença absoluta.

E, depois de assim encouraçares a tua alma, sai pôr este mundo afora e dize aos homens de honesta mediocridade que vives pôr um ideal que não está no estômago, nem nos nervos, nem no sangue - e verás que te declararão guerra de morte!...

Pois, deves saber, meu amigo, que o mundo não sacrifica um só ídolo pôr um ideal... Desde que o mais arrojado idealista da história foi crucificado, morto e sepultado - são todos os idealistas crucificados pêlos cultores da mediocridade dominante.

Nada de grande acontece no mundo, sem que o mundo se revolte... Tudo que é belo e grande - acaba fatalmente nos braços de uma cruz...
E'esta a gloriosa tragédia dos homens superiores.

http://www.angelfire.com/dc/jor_municipios/poemas/Cultores_da_Mediocridade.htm

Huberto Rohden

---------------------------------------------------------------------------------

"Não te parece que devíamos levar isso conosco, no grotesco do cotidiano, em uma reunião de departamento que seja ou em uma assembléia psicótica onde somos obrigados a mentir, para não perder o lugar na janelinha camburão policial?

Não quero ser provocador apenas (rapidão antes que apareça um lacaniano auto-autorizado para dividir as palavras provoca e dor, o que seria a eclosão so caos) mas andat à cata de um foco ideal que nos mantenha vivos politicamente - e isso na minha opinião, está longe, muito longe do PT)

Este, o PT, alinhava com mãos turvas embora firmes o tecido neo-liberal do lastimável FHC"

Paulo Bonates

Rede Bandeirantes adverte LULA - JOELMIR BETING...

Possivelmente por causa deste EDITORIAL, ontem, dia 21 de maio de 2010, o Jornal da TV Bandeirantes não foi ao ar, pelo menos no Rio de Janeiro, o canal da BAND nada transmitia.

Supõe-se que o CMT em CHEFE das FFAA, o Lulla, tenha patrocinado tal silêncio.


video

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Adeus Sophia Loren, você jamais me mereceu...

Com todo respeito e amor a minha querida Mariucha, minha apaixonante mãe, e a Freud, meu insólito Complexo de Édipo ocorreu – poxa mãe que chato – com a participação especial de Sophia Loren, e grande elenco. Poucas crianças taradas como eu lembram da tenra infância como o período sexual mais ativo e reprimido da vida. Enquanto meus amiguinhos brincavam de boneca, eu aos cinco anos de idade roubei deparei-me com tio Antônio olhando estranho para um pôster. Olhei também e a vi.
Minha vida mudou. Desobedeci à chamada ordem natural das coisas e troquei sacanamente o mamilo de Dona Mariucha pelas coxas sacras e demoníacas da atriz italiana. Ela me olhava também daquele Pôster do tio. Nunca fui desses que amam sem ser amado. Precisaria ser enganado nesse sentido (o que, aliás, sempre acontece). Então.
Daquele dia em diante abri mão de mamãe como obscuro objeto de meu proibido desejo, e fechei a mão sobre o como diz Lula companheiro penis em direção à Sophia. Tal obsessão preencheria todos os espaços de meu desejo. Tracei minha onipotente escultura. Jamais abriria mão de mulheres ocidentais com olhos orientais tipo chinesas voltadas para o alto e para o lado de cima, entendem. Claro que não.Só entende o amor quem ama. Coxas, as coxas deveriam ser grossas sem limites. A boca larga e grande carnuda tipo Angelina.
Passei a vida procurando o sacrossanto protótipo fingindo principalmente mentindo para mim mesmo que andava à cata e à espreita das virtudes.
Cheguei a amar mulheres porque se assemelhavam a ela. E rejeitá-las por não ser ela.
Todo o desejo verdadeiro é esquizofrênico. Ignora a razão e capricha no tesão.

Um dia Muito Especial, quando conheci a inveja bem de perto...

Quando assisti a este filme vivi a morte mais morrida que há. Tratava-se de alguém – Benito Mussolini – que ia visitar Nápoles.
Todos os habitantes de uma casa de cômodos foram para a praça ver o fantástico idiota passar desfilar.
Só ficaram no imenso e pobre condomínio, Marcello Mastroianni em sua própria quitinete dois andares de escada acima (no papel não sei de quem). E quem mais? Vocês já sabem.

Ela, Sophia, que fazia uma dona de casa que apesar da doméstica profissão de fé deixava transparecer – exceto ao marido que era geneticamente anestesiado uma incomensurável sensualidade. Ele dando bola para ele.
Mas que nada
Rejeitou-a.
Ela ficou nuazinha na frente dele
Eu morri na cadeira do cinema
E jamais ressuscitei...

Cinema a um click...

Sabe aquele filme de que você gostou muito, mas cujo título você não lembra, nem dos nomes dos atores e das atrizes? Seus problemas acabaram!

Tudo o que você quiser saber (ou lembrar) sobre filmes estrangeiros em 65 anos está catalogado e ao seu alcance. Ficha completa de filmes.

Antes de pegar filmes na locadora, consulte este site feito por uma pessoa detalhista, cinéfilo há 65 anos.

Um trabalho de alta qualidade!

Clique no endereço abaixo e comprove:
http://www.65anosdecinema.pro.br/index.htm

Frank Sinatra Jr. em Manaus...

Em 27 de julho de 2008 veio por aqui o Frank Sinatra Jr., oportunidade na qual ele cantou, entre outras, a famosa "New York, New York" em praça pública, num palco montado ao lado do Teatro Amazonas. A voz dele não pode ser comparada à voz do pai, mas...acho que vale a pena ver e ouvir.

http://www.youtube.com/watch?v=v5Mf0-IBCLQ&feature=related

Sessão Nostalgia... Crônicas já publicadas... A imprensa imprensada...

* “Pode buzinar à vontade atrás de mim diante do sinal. Sou cego”. (Apelo afixado no pára brisa traseiro de um jipe)
* “Diz-me com quem andas e te direi quem és” (Sei não. Judas andava com Cristo. E Cristo andava com Judas).

* “A única obrigação da pessoa na vida é fabricar recordações” (Acho que foi Goethe)

* Jamais peque contra a castidade. Sempre a favor (Cecy, citada por meu amigo idiota Fonseca)


A imprensa imprensada

Nos anos da mais recente ditadura que ainda recendendo ar, trabalhando em O Diário, o maior jornal da Rua Sete de Setembro, em Vitória, vivemos algumas situações cômicas se não fossem trágicas.
Desde a censura prévia – um idiota examinando, a com sua cultura amebiana o material a ser censurado - em seu pequenino cérebro dividia a literatura universal em dois grandes grupos: comunista e não comunista.
Depois veio a auto-censura, que é pior, porque transforma seu sobrecarregado superego em um censor vil, pior que o, por assim dizer, oficial.
Cabia ao jornalista burlar a lei, uma forma difícil de resistência que exigia coragem, tolerância ao terrorismo de Estado e, last but not least, humor.
Quando havia alguma maldade especial que esses canalhas faziam – e não eram poucas – os policiais vinham à redação oficializar em um documento sem assinatura a proibição. Denunciei naquele inquérito sobre perseguidos políticos na Assembléia mas não saiu no livro sobre o tema lançado por Cláudio Vereza. Só no disquete à parte. Eu, hein? Assassinatos por tortura, por tiro, por inanição, eram relatados invariavelmente com o seguinte preâmbulo: “De ordem superior, fica proibido a divulgação de Fulano em choque com a polícia” Sem assinatura. Onde se lia “Em choque com a polícia...” leia-se pessoas – inclusive mulheres grávidas amarradas e não raro de cabeça para baixo. Que modalidade valente e patriótica de defender a democracia.
Já escrevi alguma vez, mas não custa repetir, que pregávamos a proibição dos papelotes no quadro de avisos da principal redação do jornal onde por conseqüência acabou por transformar-se em mural com notícias que jamais saberíamos como não sabemos até hoje. Onde estão os cadáveres dos militantes contra a ditadura? Pois bem.

Estratégia

Quando sai alguma coisa que preste é tarde da noite nos jornais sonâmbulos ou nas TVs compradas – nesse caso pelo consumidor. As Medidas Provisórias – um eufemismo para Decreto Lei – a CPMF, um imposto roubado da saúde, as idiotices de Lula sempre apoiado pelos sindicatos amestrados, não são tratados sequer com seriedade.
Um amigo me diz sempre que no Brasil jamais houve direita ou esquerda e sim em cima e embaixo. Nada mais real.
Qual a função do jornalismo agora, submetido a um tipo bizarro de censura que os inclui e em muitos casos os gratifica e muito bem. Naquelas priscas eras havia ema espécie de muro de Berlim onde os jornalistas chapa branca ficavam de um lado só. Caiu o muro de Berlim.
A luta do jornalista – salvo as sempre raras exceções – é aproximar-se das benesses do poder. Comentarista hoje, ministro amanhã.
A notícia, cadê a notícia? Onde estão as suítes – para os que esqueceram – a arte de seguir uma manchete nos dias seguintes. Vê-se muito raramente e por pouco tempo.

Sempre ele

A última entrevista do presidente Lula foi uma graça. Não permitiu réplica, isto é, podia responder o que quisesse da maneira que quisesse, inclusive mudar o assunto.
--- Presidente, e o funcionalismo público federal, há 12 anos sem reajuste receber um aumento de 0, 001 por cento?
---- A intenção do governo é a igualdade entre os clubes de futebol... E por aí vai.
Não estou só contestando um governo que se elegeu e mantem-se através de uma perversa, mas reconheçamos, eficiente propaganda.
Falo jornalismo.
O que obriga em plena democracia aceitar entrevistas sem réplica, Trata-se de uma cumplicidade explícita. Isoladamente aqui e ali, jornalistas tentam timidamente burlar a regra hegemônica que consiste em não incomodar muito os anunciantes ou quem possa influir na economia do veículo de comunicação, digamos.
Não existe mais censura, isto é verdade, por parte do governo. Apenas a ausência do espírito jornalístico desencarnou da imprensa. Isolaram-se do leitor e passam a vender seus espaços na mídia para tal e tal grupo, consciente ou inconscientemente.
A Comissão de Ética dos Jornalistas Profissionais do Espírito Santo planeja organizar seminários nos cursos de comunicação no Estado abordando temas como esse,
Por enquanto vamos ficar com as denúncias do bloco carnavalesco da Barra do Jucu, em Vila Velha, neste querido Estado.

Pois Não!

Ordem

De agora em diante em medicina quem se dizer especialista vai ter que provar. O título das especialidades reconhecidas pela Associação Brasileira de Medicina e registradas pelo Conselho Federal. No Estado, significa depois de submeter-se à prova nas diferentes especialidades e aprovado a parir de exames de currículo, especialmente no quesito prova de títulos o candidato recebe o registro na Associação Medicado Espírito Santo e após, no Conselho Regional. Tal registro constará da carteira de médico e o certificado deverá ser afixado, por recomendação é tica em local visível na sala de espera.

Onde está Wally

Dos 300 funcionários da Câmara Municipal de Vitória, apenas um é contratado. Os demais entraram pela janela, que ninguém é de ferro.
Quem será este fura- sacanagem?
Ninguém vai entrevista-lo?
Deve sentir-se tão deslocado, coitado. Imagina: entrar eticamente no serviço...
Tem gente que inventa cada coisa.

E Waldomiro?

O ladrãozinho, amigo e assessor de Zé Dirceu, o Rasputin caboclo, roubou, fez aconteceu bateu asas e voou.
Mas justiça seja feita.
Uma calúnia sobre o respeitável homem público: promovia viagens de profissionais de saúde - todas mulheres lindas – de vários Estados do Brasil para atender os deputados nos hotéis de Brasília. A preocupação deste homem comove qualquer um. E havia os maldosos que apelidavam a operação saúde de “Poleiro de Ouro”. Mentira, tudo mentira.

Psiquiatria Comunitária...

Psiquiatria Comunitária...

Dueto-Violão...

video

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Sessão Nostalgia... Crônicas já publicadas... As pragas...

AS PRAGAS
PAULO BONATES

“Para você sou ateu. Para Deus sou a legítima oposição” (Woody Allen, em “Memórias”).

“A única maneira correta de educar um filho sem contrariá-lo é fazê-lo nascer antes de você dar as explicações” (Maria da Conceição “Mariucha” Bonates, mamãe).

“Podem educar os filhos do jeito que quiserem. Estará sempre errado, não se preocupem” (Sigmund Freud, em entrevista).

“- Eu sei que você está a fim,”. Mas, querido, agora eu não estou. Quer fazer isso assim mesmo, sem nenhum sentimento da minha parte?

- Sim”
- (Dyan Cannon e Elloliot Gould em Bob & Carol and Teddy & Alice)

Escolha sua praga

Estimados leitores, vamos organizar esta esculhambação ou esculhambar esta organização em que se transformou o país e sua respectiva plebe rude. Resolvo dar a minha contribuição e pedindo a participação de vocês no sentido de hierarquizar, como dizia o outro a problemática visando a solucionática.
Seguinte: marquem com uma pitada de sangue os itens que acharem de maior relevância. Os fatos não vão em ordem cronológica ou sob o critério de concentração de sacanagem. Vai aí um inventário de sintomas para que vocês possam dar o diagnóstico.
1) A impunidade geral que paira nos elevados escalões de todos os poderes geando a corrupção.
2) O mágico desaparecimento do dinheiro roubado mesmo quando se descobre e desbarata a quadrilha em todas as camadas sociais.
3) A Xuxa haver contratado um cara para fabricar um filho no que seria um útero e dispensa-lo em seguida deixando as criancinhas – que odeia – perplexas e voltando a creditar na cegonha que é muito mais verdadeira.
4) Uma juíza considerar crime menor o fato de três filhinhos da puta e do papai incendiarem um índio enquanto dormia. A punição vocês sabem: foram admitidos no serviço público como ascensorista, segundo a imprensa, hoje ocupam altos cargos em Brasília onde se deu a melódia.
5) Esse nosso povo idiota, isto é nós mesmos, votarmos na canalha que cercava o poder roubando deixando roubar e após o show de circo mambembe - as "rigorosas" CPIs - serem colocados na rua. A grana, claro, sumiu. Todos os gatunos foram votados porque o povão não sabe nem que dia é hoje. Estão aí mandando de novo Zé Dirceu, Genoíno, Waldomiro e grande elenco dando entrevista e novamente no poder.
6) A simples existência do juiz Lalau e semelhantes.
7) A voz da Elba Ramalho.
8) O Bush, seus chefes e seus assassinatos em massa explorando entre outras coisas o medo dos outros como está fazendo no Iraque.
9) O fato de uns poderem ter e outros não a bomba atômica.
10) A ONU, que, ao ficar no lugar da dignidade sem ter, impede a criação de uma organização que seja real e translúcida e não transparente como é. Notem que um objeto transparente não mostra nada.
11) O Big Brother, uma iniciação à perversidade, isto é, um grupo de amigos onde o objetivo é cada um eliminar os demais.
12) O desmatamento da rua Lima Bacuri, onde nasci em Manaus, Amazonas Derrubaram todas as mangueiras para colocar concreto colorido de verde para imitar mangueiras.
13) A mídia enlouquecida incentivando o belo-cabide para logo depois condenar a anorexia.
14) O Brasil o segundo país onde há a maior concentração de riqueza na mão de pouquíssimos. O resto fica na merda. Os que não querem morrer entram na quadrilha, o único emprego possível, engrossando essa patifaria de drogas.
15) A classe média que consome as ditas drogas.
16) A burguesia que consome mais um pouco do que a classe média, que como sempre almeja chegar lá.
17) Essa tara insana pelo futebol que leva os brasileiros, todos os fins de semana à luta armada porque o time perdeu ou ganhou, tanto faz, versus a passividade diante dos escândalos que assolam o bravíssimo povo brasileiro.
18) O petróleo sobe a gasolina sobe. O petróleo desce, a gasolina sobe. A única reação é correr para o posto e encher o tanque. E depois querer dar conselhos inteligentes aos filhos.
19) A discriminação racial empurrando janela adentro das universidades pessoas negras decretando oficialmente sua inferioridade.
20) O número absurdo de faculdade já abertas e que vão abrir – a maioria de ensino lastimável – porque virou um grande negócio e não tem a menor relação coma necessidade da população
21) O salário vil pago a um médico, com 30 anos de formado, com mestrado, doutorado, concursado, ralando em prontos socorros aos 60 anos de idade – 2 mil e poucos reais por mês – em comparação, por exemplo, aos 24 mil e penduricalhos que elevam a cem – tirados do bolso do povo rumo aos bolsos dos parlamentares.
22) A polícia envolvida com o crime. Aliás, onde mora o policial honesto que ganha uma miséria? Quem é seu vizinho?
23) A filha do Gil
24) O sucateamento de JK para cá da rede ferroviária e da navegação de cabotagem – em um país continental como esse – para dar mercado aos veículos rodoviários que Tio Sam nos manda.
25) A paralisação do transporte hidroviário em Vitória.
26) O Fluminense.
27) A condição dos presídios brasileiros.
28) Os brasileiros.
29) Júnior Bahiano
30) A ausência de uma Ordem dos Médicos que a exemplo da Ordem dos Advogados colocaria um freio na prática de esculápios incompetentes.
31) Regina Duarte e seu amável sorriso de sapo.
32) O nepotismo desvairado.
33) O terrorismo, especialmente a Ku-Klux-Khan, uma amigável tradição norte americana.
34) Voto de analfabeto
35) Voto de alfabetizado
36) As empresas de ônibus que estão credenciadas pelo poder público a operar linhas interestaduais não estão nem aí. O serviço de ônibus leito praticamente não existe. Quando existe é uma calamidade.
37) O aeroporto de Vitória
38) O sistema de retirada de bagagem do aeroporto de Vitória
39) A ausência de uma linha de ônibus decente que passe pelo aeroporto de Vitória

Não vou mais cansa-los. Vejam que difícil para um homem com apenas nove dedos resolver estas questões cruciais, até porque ele fabrica outras.
Relaxe e tente o gozo.

***

Calma

O que foi o Beira Mar – Tur, comparado ao aero-Lula e seus passeios. A viagem do meliante, pelo menos tinha uma finalidade. E ele não levava comitiva.

Emergência

Para fazer seu papel na novela das oito a Sônia Braga foi obrigada a engolir um espanador.

FIM




Sessão Nostalgia... Crônicas já publicadas... POIS SIM!


POIS SIM!

“O mais grave de todos os “males” que afetam a sociedade brasileira é a burrice. O pior é que esse terrível mal que atinge 70 por cento da sociedade é fruto da microcefalia (atrofiamento cerebral) de 72 por cento de nossa população, de procedência congênita (nascido assim) em virtude de secular processo de desnutrição, que formou essa anomalia”( Uchoa de Mendonça em artigo em Am A Gazeta denominado A Burrice)

“Não estava nada bem o meu pedaço, na verdade, estava bem mamado, bem chumbado, atravessado. Foi por aí na multidão dependurado em u Cordão de reco-reco na mão. Mais tarde encontrei-o num bar chulapa no Largo da Lapa, o leão de raça bebia o quinto copo de cachaça” (Ary Barroso, em Camisa Amarela)

“Luiz respeita Januário. Você pode ser famoso, mas seu pai é mais tinhoso e com ele ninguém vai. Luiz respeita os sete baixos do seu pai” (Luiz Gonzaga reconhecendo em música e letra o talento de seu pai, Januário com uma sanfoninha de sete baixos comparando com seu acordeom moderno de 120)


As mil e uma mortes de Augusto da Fonseca..
Paulo Bonates

Ninguém o conheceu vivo ou morto.
A primeira vez que morreu foi quando o abandonou o avô João, ícone da segurança da aventura e da raça. Depois morreu de novo, quando se despediu para sempre a avó Alice em cujo colo cabia todos os netos e alguns amigos.
Voltaria a morrer muitas vezes, para tempo depois,como uma Fênix e como queria Melanie Klein, nascer de novo. Outra vez morreu quando lhe morreu o casal de irmãos levando junto a alegria de viver da mãe, e um vizinho chamado Cazinho bom de bola, mas não prestava atenção nos ônibus que passavam correndo feito uns danados. Um dia morreu porque apaixonou-se por uma menina de colégio, a Glória, e ela jamais veio a saber disso. Morreu no dia em que ela arranjou um namorado mais feio que ele.
Morreu de novo quando o time em que jogava futebol de salão perdeu a final para o time do Grêmio da escola. Como não fosse bastante,perdeu um penalty e toda a vontade de sair naquela semana. Veio a morrer novamente quando suando até, encostou o dedo mindinho no dedo mindinho da coleguinha no teatro e ela retirou rápido.
Morreu também quando uma das duas calças compridas – marrom de casimira – sujou de óleo e uma tinta branca desgraçada para sair. Saiu arrancando um pedaço, como sairiam todas as suas coisas Era tão linda aquela calça casada com uma camisa amarela ovo que ficou sem par.
Morreu quando se apaixonou correspondido, e acabou perdendo o amor para o nada, o medo, a indecisão. Quantas travessias para ver a sua dulcinéia em Paul e em todos os pensamentos. Pois morreu de novo.
Passou muito tempo sem morrer e sem viver.
Só foi morrer quando – sendo ele Flamengo doente – viu seu time perder por causa de um ponta direita muito do ruim de bola perder vários gols e jogar mal. Tendo morrido passou a torcer pelo América junto com seu querido tio Landinho, o que por si só é uma morte lenta e inexorável.
Morreu quando não acabou o primeiro casamento, mas teve que acabar. Morreu muito, morreu demais.
Morreu quando o país e as verdadeiras forças armadas do país foram invadidos pelo esquema dos Estados Unidos no Golpe de 64. Mas lutou mesmo morto.E morreu de novo.
Que eu me lembre só veio a morrer novamente quando teve que abandonar as redações de jornais e revistas para fazer medicina. Morreria muitas vezes nesse território, cheio de incompletude, pronto-socorros, no fundo. Mas nascia de novo a cada sorriso que se recuperava no outro. E voltava a morrer a cada consciência de que fazia emergência. Não há um curso de medicina no mundo – achava – há cursos de emergência clínica, uma grande UTI porque ninguém se importa com saúde, só com a doença. E morria a toda hora, o cara.
Morreu outra vez quando he saiu o pai, que era uma mãe que era tudo. Até hoje conversa com ele, escondido da patrulha senão volta para o Adauto Botelho em outra função. Morreu muitíssimo aí. Dessa morte ressuscitaria, apenas porque foi a pedido do pai. Não me perguntem como porque não sei. São coisas só dele.
Morreu novamente quando se despediu da mãe e recebeu dela as duas alianças em leito prenhe de infecção hospitalar. Morreu tanto, que pensou em abandonar a medicina já que escrevia. Morreria de outra feira quando descobriu que a concepção binária de causa e efeito da psicanálise é uma tolice simplificadora demais. E morreu da teoria. Nasceu pensando as coisas pela Física, e não pelo físico.
Morreu um tanto quando lhe foi o segundo casamento, por –segundo ele – pura incompetência. Eu lhe disse que não era assim, as coisas tem outros lados. Não me ouviu e morreu de novo. Acho que já estava acostumado, sei lá.
Morreu quando morreu Paulo Torre e depois Raimar.Também aí morreu tanto que o vi ficar com raiva. Pedi-lhe que não morresse, mas novamente morreu.
Teve outras pequenas paradas no intercurso, mas nada que Helinho ou Rogério Montenegro não pudessem acalmar, mesmo tendo tido – sempre quis escrever esta expressão – a perna quebrada por ele em uma pelada no Ouriço Futebol Clube. Morreu um mês, ficando sem jogar bola.
Morreu de novo quando sumiram o próprio Ouriço, o Britz, os bares da Praia do Canto, o Praia Tênis, a navegação costeira e o .SM.S Ana Nery irmã do Rosa da Fonseca, o Hillary e o Hidelbrand da Booth Line, os lotações que serviam a praia do Suá do Marinho Delmaestro, o vocabulário cabixaba (cancha, ponga, furrupa, camarada...).
Nasceu com Rachel, e morreu dez anos depois. Renasceu com Viviane em encantamento e dor. Logo morreria. Pedi-lhe calma, que não andasse desperdiçando em velórios multicoloridos suas vidas felinas, mas que nada. Precisava morrer para viver. Fui aos poucos compreendendo isso. Eu chegava a ficar perto de suas tantas sepulturas, calculando o tempo, para assistir o renascimento. E o pegava no colo cada vez mais cansado, mas sempre vivo. Trazia-o , como ainda o trago, com carinho beijava-lhe o rosto dava um banho de banheira , vestia-o com uma de suas melhores fantasias e jogava-o no mundo.”Vai fazer o que eu não consigo, vai, se precisar ´pode morrer de novo!”.
Eu cá estou para envolver-lhe em um manto, carrega-lo até a exaustão, dar-lhe sopa na boca e um suco de cupuaçu, como fizeram tantos e tantas que não pudeste ver ou ouvir Peço que deixe que eu traduza o seu pranto e a sua aparente arrogância na meiguice que é.. Comigo pode ser ele mesmo, que não tenha medo.
Não mais.

Distraído

O caos tomou conta do Brasil.
Sozinho? Cara forte – comenta Fonseca.

Genial

A proibição de dobrar á direita na rua Afonso Cláudio, no principal cruzamento para evitar o tráfego da ladeira do Colégio Sagrado Coração é uma bobagem. Um sistema inteligente de sinais resolveria facilmente o problema.
Os carros acabam retornando na própria rua para pegar a outra.
Resumindo. Evitou-se uma esculhambaçãozinha e criou-se uma esculhambaçãozona.

Dunga
Dunga que é o único técnico do mundo que é chamado para dirigir a seleção nacional sem ter sido técnico nem de time de várzea. Vai daí convoca o famoso quem mesmo? Afonso.
Podiam ter chamado o Mestre, ou o Atchim, ou o Zangado.
Podiam sim.

Separação

Lendo Pessoa: “Grandes são os desertos e tudo é deserto, salvo erro, naturalmente. Pobre da alma humana com oásis só no deserto ao lado.
Mais vale arrumar a mala”

Volta

Volta a Praia do Canto com as lojas dos shoppings, as pessoas passeando voltam.Voltam os Cafés points, como o Café Tabaco.
Voltam os pássaros da Costa Pereira. Com seus pios.
Dá-lhe Vitória

Ele

A última do Lula: anda elogiando Chavez, da Venezuela.
Quem teria soprado isso para ele?
Estará encontrando-se com Fidel secretamente?

Deslocando

O rei da Espanha, uma espécie de rainha da Inglaterra, mandou Chavez calar a boca. Exatamente como o parlamento espanhol – que manda de fato – faz com a excelência em questão.

Sem mais palavras

O Brasil é o único país no mundo a oficializar o racismo. Julga que 40 por cento dos negros do país são deficientes e dá-lhes entrada nas universidades pela janela.

Antropologismo

Encontrada uma mandíbula de 10 milhões de anos no Quênia, a famosa Nakalipithecus nakayamai.
Falar nisso, a escritora de sacanagem Agatha Christie- jamais alguém entendeu os finais, todos iguais,de suas misteriosas histórias - que era casada com um antropólogo dizia que quanto mais velha ela ficava, mais ele se apaixonava.

Adeus

Morreu mais uma inteligência brilhante, José Carlos da Fonseca, o pai.

FIM

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Sessão Nostalgia... Crônicas já publicadas... Devolvam Dom Pedro II...



Vivemos hoje uma época essencialmente trágica e caótica, especialmente no que sangra o significado que se dá à vida humana e aos valores éticos,estético. A imensa maioria dos representantes do povo e dirigentes do país não são capazes sequer de conceber o significado de suas nababescas funções, A santíssima ignorância e despreparo, ausência de qualquer vestígio de caráter, infesta estes gabinetes que produzem diariamente escândalos inimagináveis em uma farra perversa nunca dantes navegada.
Os miseráveis delinqüentes de nascença quedam amontoados em celas superlotadas ficariam certamente horrorizados com obras superfaturadas, se comparadas com seus crimes.
A classe médica parece ter sido escolhida como representação do descaso. Jamais uma prática social foi tão abandonada, injustiçada e mal remunerada. Os governantes onipotentes que são, não pensam que eles próprios adoecem.Bem esses aí nem precisam pensar nessas coisas de pobre. Mas aí o dinheiro do povo paga os sofisticados tratamentos de luxo fora do país, que eles não são bobos de entrar na fila do SUS ou encarar uma empresa, por assim dizer, de saúde, onde o lucro, claro é o objeto de trabalho. .
Há exceções, é claro, mas onde estão elas?
O sistema de escolha dos gestores do país é caótico é quase psicótico. Psicopata, certamente A massa raciocinadora dilui-se na classe média e tenta alimentar-se das sobras de uma auto-privilegiada categoria milionária paralisada e decadente ,especialmente no tocante à consciência e cultura. A distribuição de renda é perversa e implacável.
Cabe aos miseráveis invisíveis a decisão de escolher, sem a menor informação ou preparo os presidentes. O triste e bizarro Presidente de plantão manipula-os distribuindo farelos e frases de efeito dignas de pára-choque de caminhão sobre a ordem geral pregando no fundo a mesmice e a sedução para os votinhos. Jamais tive noticia de uma política tão à direita. Diz um amigo que o Brasil não tem direita e esquerda, tem em cima e embaixo. Pode ser.
O antecessor, Fernando Henrique talvez tenha sido o mais irresponsável de todos, sei lá. Doou o país.
Contando ninguém acredita ...

TREM BÃO

Oitenta por cento das imprescindíveis ferrovias desativadas desde a era Juscelino foram construídas por Dom Pedro II.JK precisava abrir campo para a industria automotora internacional. Grande Merda, cá pra nós. As rodovias foram ofertadas aos amiguinhos do poder, que lotearam-nas e cobram pedágio. E a série de desm
Antes ficasse a monarquia. Haveria quem sabe, menos nepotismo. Com certeza Dom Pedro II não desativaria os serviços de prevenção contra a Dengue como foram os serviços da hoje esfacelada Fundação Nacional de Saúde. Fora as demais mazelas paroxísticas.
Certamente Sua Majestade não entregaria de mão beijada a Vale do Rio Doce e similares, ou deixaria instalar-se a desonestidade oficialmente nas altas câmaras do país. E muitas coisas do gênero , número e grau. Mas isso é apenas um sonho.
O Rei está morto!

Viva o Rei

OS - Entretanto jamais saberemos por que sendo Dom Pedro II filho de Dom Pedro I é mais velho do que ele. Olhem as fotos e pinturas e descubram este mistério profundo...

FIM

Sacras Mensagens...

A Igreja "Deu é Amor" que completa este ano 10 aniversários, preocupada que é com os problemas espirituias, e tem na liturgia recomenda aos fiéis, e principalmente aos infiéis:

Durante a Copa do Mundo de Futebol, será inevitávela presenla daqueles impecis produzindo barulhos ensurdececedores com aquelas ridículas cornetas. Ninguém ouve nada nem lá nem cá na TV.

A Sacerdotiza chefe da Deu é Amor , tia Cecy, sobe dos infernos onde vive de baladas e muito rock, para recomendar ´:

1- Abaixe todo o som da TV caríssima de 60 prestações.

2- Compre um rádio baratíssimo à vista no camelô da esquina.

3- Ligue


Besteira por besteira tanto faz os vidiotas quanto os radiotas do esporte bretão

Ingreja Deu é Amor...

Ensinamentos eclesiáticos.

1) Não pecar contra a castidade. Só a favor

2) Não fazer sexo antes do casanmento. Atraza a cerimônia.

3) Tia Cecy recomendava não fazer sexo durante o casamento e explicava sua louca noção: "Sexo obrigatório só mediante estupro!

4) Matar o Dunga tres vezes. E depois cremar, jugar comida goela a dentro e jogar no mar cheio de cocô e outros popuentes. Não facilita com ele não...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Os Imitadores de Woody Allen...

video

Teria dado certo...?

video

Vai desculpando aí, Dunga...

Nós, a plebe rude, estamos exagerando. O Dunga é um bom pai, bom filho e bom Espírito Santo. Até o Luiz Fernando Veríssimo acha o Dunga genial. É ler para crer, mas esse pode. Não pode ver alguém ou algo do Rio Grande que fica todo molhadinho.

Lembrem-se espíritos estreitamente positivos quantas partidas o técnico venceu até agora. Só contra o time dos paraplégicos de Salvador ganhou três e empatou duas. Contra o time dos Coroas da Praia do Suá perdeu nos pênaltis, mas logo se recuperou em um jogo contra um misto das ex-chacretes e Ex-crotos F.C. do Congresso.

Deve-se levar em conta – e isso só acontece no Brasil – o general em questão jamais havia sido treinador. Imaginem: um cara chega passim sem mais nem menos. ”Olha , o Dr. Pitangui não pôde operá-lo porque tinha um compromisso sério, de modos que nesses casos o pessoal da flanela faz um cortes, e muito melhores. Você vai ficar melhor, pelo menos que a Dercy Gonçalves. A rapaziada é muito coerente”

O Lula está repleto de coerência: sempre foi ruim de bola, sempre burro, sempre elegante – lembram da camisinha que a filha desenhou especialmente para ele? – e sempre imposto pelos cartolas e empresários.

Já pensaram o que significa não convocar os josués? – jogadores que passam de come-e-dorme direto para o Milan e seleção em termos da alta grana que rola?

Deixem o Dunga e comam a Branca de Neve.

Isto é uma ordem da CBF.

Declarações....


'Eu gostaria de ter estudado latim, assim eu poderia me comunicar melhor com o povo da América Latina.'
Luiz Inácio Lula da Silva

'A grande maioria de nossas importações vem de fora do país.'
Luiz Inácio Lula da Silva

'Se não tivermos sucesso, corremos o risco de fracassarmos.'
Luiz Inácio Lula da Silva

'O Holocausto foi um período obsceno na História da nossa nação. Quero dizer, na História deste século. Mas todos vivemos neste século. Eu não vivi
nesse século.'
Luiz Inácio Lula da Silva

'Uma palavra resume provavelmente a responsabilidade de qualquer governante. E essa palavra é 'estar preparado'.
Luiz Inácio Lula da Silva

'O futuro será melhor amanhã.
Luiz Inácio Lula da Silva

'Eu mantenho todas as declarações erradas que fiz..'
Luiz Inácio Lula da Silva

'PELOTAS É UMA CIDADE QUE EXPORTA VIADOS.'
Luiz Inácio Lula da Silva

'Um número baixo de votantes é uma indicação de que menas pessoas estão a votar.'
Luiz Inácio Lula da Silva

' Nós estamos preparados para qualquer imprevisto que possa ocorrer ou não.'
Luiz Inácio Lula da Silva

'MINHA MÃE NASCEU ANALFABETA.'
Luiz Inácio Lula da Silva

'Não é a poluição que está prejudicando o meio-ambiente. São as impurezas no ar e na água que fazem isso.'
Luiz Inácio Lula da Silva

'É tempo para a raça humana entrar no sistema solar.'
Luiz Inácio Lula da Silva

Neymar cruza e faz o gol...

video

sexta-feira, 14 de maio de 2010

A Grande Final...


A grande final desta Copa já foi jogada.
Dunga venceu.
A grande final foi um jogo chato e sem criatividade:
Brasil X Dunga
O juiz (cartolas) roubou.
Dunga venceu
Se o time adversário não estivesse comprado, com a obrigação de valorizar os josués, poderia não bloquear a alegria.
Lembram da Copa de 82? Com Zico, Falcão, Sócrates, Junior? Não ganhamos mas ganhamos
O Brasil está repletos de dungas. O presidente é um Dunga bêbado, o que desativa seu único neurônio
O time adversário do Brasil, os dungas cabeça de bagre , já ganhou.Agora é só fazer cena.
A Rede Globo mostrou quem manda na mídia. Seus bonequinhos amestrados simularam - muito mal, porque eles apesar de clones do que foram - ficaram visivelmente sem graça.
Meus amigos, a ideologia do pão e circo tem que continuar.
O país se alimenta dessas porcarias
Em nome da minha Igreja - a "Deu é Amor" - peço desculpas a Ganso, Pato, Neymar, branquinho, e todos que amam o lúdico do país.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

JÔ SOARES e CHICO ANÍSIO...

video

Livros clássicos lidos em 3 minutos...


O Cais e a Província...

Hoje, 11 de maio, no jornal A Gazeta foi publicado e-mail que enviei para ‘Opinião do Leitor’, comentando texto escrito por Fernando Achiamé sobre o Cais das Artes. Minhas reflexões tiveram um aproveitamento correto, apenas – creio que por necessidade de edição – o final foi cortado, mas sem grandes prejuízos. Então segue a íntegra, mostrando mais uma vez a falta de sensibilidade da Secult sobre como tratar a história da nossa arte:


O Cais e a Província

Concordo com Fernando Achiamé, no ‘Signo de Liberdade’ publicado sábado: “O Espírito Santo já nasceu globalizado”. Um porto marítimo parece sempre disponível para um diálogo global. E a cidade de Vitória desenvolveu esse diálogo, mas permeado de timidez e complexo de inferioridade nas comparações culturais. Porém tenho dúvidas quando ele afirma que o Cais das Artes “colocará os capixabas em relação estreita com o mundo por uma via de mão dupla: no caso, recebendo as influencias das artes produzidas no exterior e também oferecendo suas criações. Em pé de igualdade”.

A sinalização, na escolha da escultura para marcar o início da obra é que essa situação de inferioridade psíquico-provinciana deverá continuar. Amilcar de Castro tem reconhecimento merecido, mas se considerarmos que nosso principal escultor, Mauricio Salgueiro, completa 80 anos, porque não juntar os dois? Porque não iluminar nosso artista, também reconhecido nacionalmente, que aqui lecionou, trouxe referências cosmopolitas e realizou mostras de grande impacto?

Se o destino não for ajustado, vamos continuar sendo ‘bons’ consumidores de arte produzida em centros com maior poder, mas tão cedo não seremos considerados artistas capazes o suficiente para, mesmo com tantos talentos, sermos reverenciados nos nossos espaços mais importantes, nem em espaços de instituições de outros centros, que na verdade trabalham numa via de mão-única em direção ao consumidor capixaba.

Sou um entusiasta do projeto, que resgata uma dívida com o arquiteto nascido no Parque Moscoso, Paulo Mendes da Rocha. Mas infelizmente continua valendo a profecia/maldição do viajante francês Auguste de Saint-Hilaire, que em 1818 anotou: “as luzes [do conhecimento] e a instrução só penetrarão na província do Espírito Santo com extrema lentidão”.

[se não deseja receber e-mails de Nenna, avise]

Veja fotos de Maurício Salgueiro e saiba mais sobre a novela da Secult em:
http://apagandonenna.blogspot.com/

Nenna
55 [27] 8811 7037
55 [27] 3244 7037
www.nenna.com

segunda-feira, 10 de maio de 2010

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Afinando o vocabulário...


As discussões que venho acompanhando sobre gestão e clínica em caps mostram, para mim, uma fragilidade dessas duas posições no cenário atual. Nenhuma das duas posições parecem se sustentar enquanto tal, e isso pode ser bastante grave, não é mesmo? A gestão prescinde de uma norma burocrática – no bom sentido – que faça a máquina girar. Em contrapartida a clínica é a especificidade que faz furar por vezes essas normas. O que percebo muitas vezes é que há uma confusão de papéis e onde a gestão falhou a clínica se burocratizou – aí sim no mau sentido – e onde a clínica falhou a gestão mostra o seu furo. Defendo uma idéia que pode parecer antipática, mas aí vai: não acho que exista uma “clínica de caps”, como muitos falam ao ilustrar uma ou outra intervenção complexa. Sequer acho que a complexidade tem a ver com a quantidade de atores envolvidos em um caso, embora não exclua essa possibilidade. Os Caps são meros dispositivos para que a clínica se opere. Mas não são os únicos, nem os melhores. Os Caps não podem ter um mandato clínico específico sob o risco de empobrecimento do trabalho. Acho ainda arriscada a comparação e superposição desses papéis de gestão e clínica. Para se ter uma idéia, recentemente recebi em uma reunião aqui no capsi onde trabalho uma psicóloga que acompanhava determinado paciente em uma instituição social que dizia fazer com aquele paciente um “atendimento psicossocial”. Quando lhe questionei se ela o atendia clinicamente, ela respondeu enfaticamente que só fazia atendimento psicossocial. Quando por fim lhe questionei sobre isso, ela não soube me dizer como trabalhava... Infelizmente isso é mais comum do que se imagina. Tenho a impressão de que entre gestão e clínica sempre haverá, conceitualmente, um abismo intransponível. Na prática, é importante termos a noção clara dos espaços de cada um para que nenhum dos dois trabalhos fique engessado.

Espero que eu tenha me feito entender e que minha opinião possa contribuir com o grupo.

Abraço a todos,

Lícia Fabris Colodete Libanio
Médica Psiquiatra
Vitória - ES