quinta-feira, 29 de abril de 2010

Carta do Lider indigena Megaron Txukarramãe PARA A IMPRENSA...


Comunicado

Nós lideranças e guerreiros estamos aqui em nosso movimento e vamos continuar com a paralisação da balsa pela travessia do rio xingu. Enquanto Luiz Inacio Lula da Silva insistir de construir a barragem de Belo Monte nós vamos continuar aqui. Nós ficamos com raiva de ouvir Lula falar que vai construir Belo Monte de qualquer jeito, nem que seja pela força!!! Agora Nos indios e o povo que votamos em Lula estamos sabendo quem essa pessoa. Nós não somos bandidos, nós não somos traficantes para sermos tratados assim, o que nós queremos é a não construção da barragem de Belo Monte. Aqui nós não temos armas para enfrentar a força, se Lula fizer isso ele quer acabar com nós como vem demonstrando, mas o mundo inteiro vai poder saber que nós podemos morrer, mais lutando pelo nosso direito. Estamos diante de um Governo que cada dia que passa se demonstram contra nós indios. Lula tem demonstrado ser inmingo número um dos indios e Marcio Meira o atual Presidente da Funai tem demostrado a ser segunda pessoa no Brasil contra os indios, pois, a Funai não tem tratado mais assuntos indigenas, não demarcação de terra indigena mais, não tem fiscalização de terra indigena mais, não tem aviventação em terra indigena. Os nossos líderes indigenas são empedido de entrarem dentro do predio da funai em Brasilia pela força nacional. O que esta acontecendo com nós indios é um fato de grande abandono, pois, nós indios que somos os primeiros habitantes deste pais estamos sendo esquecidos pelo Governo de Lula que quer a nossa destruição, é esta aconclusão que chegamos.

Lider indigena Megaron Txukarramãe
Aldeia Piaraçu, 26 de abril de 2010

Teoria do Caos aplicada à Medicina...

Teoria do Caos aplicada à Medicina...

Cinturão de Fótons...

Cinturão de Fótons...

terça-feira, 27 de abril de 2010

sexta-feira, 23 de abril de 2010

A VERDADE ESTÁ NA CARA, MAS NÃO SE IMPÕE...


TSE determinou a retirada do comentário de Arnaldo Jabor do site da CBN.

Leia o comentário de Dora Kramer, Estadão de Domingo:

'A decisão do TSE que determinou a retirada do comentário de Arnaldo Jabor do site da CBN, a pedido do presidente 'Lula' até pode ter amparo na legislação eleitoral, mas fere o preceito constitucional da liberdade de imprensa e de expressão, configurando-se, portanto, um ato de censura.'

Em outro trecho:
'Jabor faz parte de uma lista de profissionais tidos pelo Presidente Lula como desafetos e, por isso, passíveis de retaliação à medida que se apresentem as oportunidades!'

A VERDADE ESTÁ NA CARA, MAS NÃO SE IMPÕE. (ARNALDO JABOR)

O que foi que nos aconteceu?
No Brasil, estamos diante de acontecimentos inexplicáveis, ou melhor,'explicáveis' demais. Toda a verdade já foi descoberta, todos os crimes provados, todas as mentiras percebidas. Tudo já aconteceu e nada acontece. Os culpados estão catalogados, fichados, e nada rola. A verdade está na cara, mas a verdade não se impõe. Isto é uma situação inédita na História brasileira!!!!!!! Claro que a mentira sempre foi a base do sistema político, infiltrada no labirinto das oligarquias, mas nunca a verdade foi tão límpida à nossa frente e, no entanto, tão inútil, impotente, desfigurada!!!!!!!!

Os fatos reais: com a eleição de Lula, uma quadrilha se enfiou no governo e desviou bilhões de dinheiro público para tomar o Estado e ficar no poder 20 anos!!!! Os culpados são todos conhecidos, tudo está decifrado, os cheques assinados, as contas no estrangeiro, os tapes, as provas irrefutáveis, mas o governo psicopata de Lula nega e ignora tudo !!!!! Questionado ou flagrado, o psicopata não se responsabiliza por suas ações. Sempre se acha inocente ou vítima do mundo, do qual tem de se vingar. O outro não existe para ele e não sente nem remorso nem vergonha do que faz !!!!! Mente compulsivamente, acreditando na própria mentira, para conseguir poder. Este governo é psicopata!!! Seus membros riem da verdade, viram-lhe as costas, passam-lhe a mão nas nádegas. A verdade se encolhe, humilhada, num canto. E o pior é que o Lula, amparado em sua imagem de 'povo', consegue transformar a Razão em vilã, as provas contra ele em acusações 'falsas', sua condição de cúmplice e Comandante em 'vítima'!!!!!
E a população ignorante engole tudo. Como é possível isso?

Simples: o Judiciário paralítico entoca todos os crimes na Fortaleza da lentidão e da impunidade. Só daqui a dois anos serão julgados os indiciados - nos comunica o STF. Os delitos são esquecidos, empacotados, prescrevem. A Lei protege os crimes e regulamenta a própria desmoralização Jornalistas e formadores de opinião sentem-se inúteis, pois a indignação ficou supérflua.. O que dizemos não se escreve, o que escrevemos não se finca, tudo quebra diante do poder da mentira desse governo. Sei que este é um artigo óbvio, repetitivo, inútil, mas tem de ser escrito... Está havendo uma desmoralização do pensamento.

Deprimo-me:
Denunciar para quê, se indignar com quê? Fazer o quê?'
A existência dessa estirpe de mentirosos está dissolvendo a nossa língua. Este neocinismo está a desmoralizar as palavras, os raciocínios. A língua portuguesa, os textos nos jornais, nos blogs, na TV, rádio, tudo fica ridículo diante da ditadura do lulo-petismo. A cada cassado perdoado, a cada negação do óbvio, a cada testemunha, muda, aumenta a sensação de que as idéias não correspondem mais Aos fatos!!!!! Pior: que os fatos não são nada - só valem as versões, as manipulações.

No último ano, tivemos um único momento de verdade, louca, operística, grotesca, mas maravilhosa, quando o Roberto Jefferson abriu a cortina do país e deixou-nos ver os intestinos de nossa política. Depois surgiram dois grandes documentos históricos: o relatório da CPI dos Correios e o parecer do procurador-geral da república. São verdades cristalinas, com sol a Pino. E, no entanto, chegam a ter um sabor quase de 'gafe'.
Lulo-Petistas clamam: 'Como é que a Procuradoria Geral, nomeada pelo Lula, tem o desplante de ser tão clara! Como que o Osmar Serraglio pode ser tão explícito, e como o Delcídio Amaral não mentiu em nome do PT ?
Como ousaram ser honestos?' Sempre que a verdade eclode, reagem.

Quando um juiz condena rápido, é chamado de exibicionista'. Quando apareceu aquela grana toda no Maranhão (lembram, filhinhos?), a família Sarney reagiu ofendida com a falta de 'finesse' do governo de FH, que não teve a delicadeza de avisar que a polícia estava chegando... Mas agora é diferente.

As palavras estão sendo esvaziadas de sentido. Assim como o stalinismo apagava fotos, reescrevia textos para contestar seus crimes, o governo do Lula está criando uma língua nova, uma neo-língua empobrecedora da ciência política, uma língua esquemática, dualista, maniqueísta, nos preparando para o futuro político simplista que está se consolidando no horizonte.

Toda a complexidade rica do país será transformada em uma massa de palavras de ordem , de preconceitos ideológicos movidos a dualismos e oposições, como tendem a fazer o Populismo e o simplismo. Lula será eleito por uma oposição mecânica entre ricos e pobres, dividindo o país em 'a favor' do povo e 'contra', recauchutando significados que não dão mais conta da circularidade do mundo atual. Teremos o 'sim' e o 'não', teremos a depressão da razão de um lado e a psicopatia política de outro, teremos a volta da oposição Mundo x Brasil, nacional x internacional e um voluntarismo que legitima o governo de um Lula 2 e um Garotinho depois.

Alguns otimistas dizem: 'Não... este maremoto de mentiras nos dará uma fome de Verdades'!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

ADVOGADOS GAÚCHOS PROCESSAM SENADO FEDERAL...


Então senhores... Quem pensou, ou algum dia imaginou que não pudesse ver isso ocorrer, ledo engano... Aconteceu e está acontecendo, lá com os nossos irmãos dos Pampas - RS.

Se tomarmos como exemplo esta ação popular, que está sendo movimentada por lá, talvez consigamos rebater toda essa balbúrdia, a que assistimos, todos os dias, nos jornais.

DOIS ADVOGADOS GAÚCHOS CONTRA DOIS SENADORES E 3.883 SERVIDORES DO SENADO FEDERAL

Os advogados gaúchos Irani Mariani e Marco Pollo Giordani ajuizaram, na Justiça Federal, uma ação que pretende discutir as horas extras pagas e não trabalhadas, no Senado, e outras irregularidades que estão sendo cometidas naquela Casa.

A ação tramita na 5a. Vara da Justiça Federal de Porto Alegre e tem como réus a União, os senadores Garibaldi Alves e Efraim Morais e "todos os 3.883 funcionários do Senado Federal, cuja nominata, para serem citados, posteriormente, deverá ser fornecida pelo atual presidente do Senado Federal, senador José Sarney".

O ponto nuclear da ação é que durante o recesso de janeiro de 2009, em que nenhum senador esteve em Brasília, 3,8 mil servidores do Senado, sem exceção, receberam, juntos, R$ 6,2 milhões em horas extras não trabalhadas - segundo a petição inicial...

Os senadores Garibaldi e Efraim são, respectivamente, o ex-presidente e o ex-secretário da Mesa do Senado. Foram eles que autorizaram o pagamento das horas extras por serviços não prestados.

A ação popular também busca "a revisão mensal do valor que cada senador está custando: R$ 16.500,00 (13º, 14º e 15º salários); mais R$ 15.000,00 (verba de gabinete isenta de impostos); mais R$ 3.800,00 de auxílio moradia; mais R$ 8.500,00 de cotas para materiais gráficos; mais R$ 500,00 para telefonia fixa residencial, mais onze assessores parlamentares (ASPONES) com salários a partir de R$ 6.800,00; mais 25 litros/DIA de combustível, com carro e motorista; mais cota de cinco a sete passagens aéreas, ida e volta, para visitar a 'base eleitoral'; mais restituição integral de despesas médicas para si e todos os seus dependentes, sem limite de valor; mais cota de R$ 25.000,00 ao ano para tratamentos odontológicos e psicológicos" .

Esse conjunto de gastos está - segundo os advogados Mariani e Giordani - "impondo ao erário uma despesa anual em todo o Senado, de:
- R$ 406.400.000, 00 (quatrocentos e seis milhões e quatrocentos mil reais); ou
- R$ 5.017.280,00 para cada senador.

Tais abusos acarretam uma despesa paga pelo suado dinheiro do contribuinte em média de:
- R$ 418.000,00 por mês, como custo de cada senador da República".

Mariani disse ao 'Espaço Vital' que, "como a ação popular também tem motivação pedagógica, estamos trabalhando na divulgação do inteiro teor da petição inicial, para que a população saiba que existem meios legais para se combater a corrupção".

Abaixo, resultado da pesquisa na internet pelo site http://www.jfrs.jus.br/, em 16.01.2010:

Consulta Processual Unificada - Resultado da Pesquisa

AÇÃO POPULAR Nº 2009.71.00.009197-9 (RS)
Data de autuação: 31/03/2009
Juiz: Vania Hack de Almeida
Órgão Julgador: JUÍZO FED. DA 05A VF DE PORTO ALEGRE
Órgão Atual: ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO
Localizador: GR
Situação: MOVIMENTO
Valor da causa: R$ 6.200.000,00
Assuntos:
1. Adicional de horas extras
2. Horas Extras

Moralizar o legislativo é uma tarefa hercúlea, pela qual todos devemos dar o melhor de nós mesmos.

Isso é ser patriota !!!

Novo Código de Ética Médica...

Avanços da tecnologia e as mudanças nas relações sociais contribuiram para delinear o conjunto de regras

Limites para a distanásia (morte prolongada, com grande sofrimento, gerada por obstinação terapêutica) e proposição de cuidados paliativos. Veto à manipulação de células germinativas (células reprodutivas) e reforço à autonomia do paciente. Esses são alguns dos principais pontos introduzidos pelo novo Código de Ética Médica (CEM), que entra em vigor apartir de 13 de abril.

“Com as mudanças implementadas, não perdemos de vista a ética profissional e conseguimos responder à altura aos desafios impostos pelos avanços científicos, tecnológicos e as relações sociais. Por isso, o Código de Ética Médica é um significativo elemento de progresso social e de qualidade sanitária”, firmou o presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Roberto Luiz d’Avila, que coordenou o grupo responsável pelo trabalho.


Artigo retirado do Jornal Medicina N° 182 do Conselho Federalde Medicina

Baixe o novo Código de Ética Médica

terça-feira, 20 de abril de 2010

PRESENTÃO.... PRA GUARDAR....

Olha que máximo! É só clicar em cima do nome da música erguer o volume e aguardar pra ouvir!!...música originais, algumas tão antigas como a gente . Divirtam-se!

Desenho de Deus (2006) Dandara (2005) Mulher Ideal(2002) Eu Sei (2004) Meu Ébano(2005) Passarela no ar(2006) Por mais que eu tente(2005) Se não é amor(2005) Epitáfio (2001) A Miragem (2001) A Loba(2001) Se quer saber (2002) Amor e Sexo(2003) As Loucuras de uma Paixão(1997) Vê se me erra(1992) Devagar...Devagarinho(1995) Dois (1997) A canção tocou na hora errada(1999) Mal Acostumado(1998) Paratodos(1993) Espanhola(1999) Partituras(1995) Sonhos(1994) Tem coisas que a gente não tira do coração(1996) Chama da Paixão(1994) Sol de Primavera(1994) Lenha (1999) Mulheres(1998) SE (1992) Beija eu (1991) O Canto da Cidade(1992) Nobre Vagabundo(1996) Recado(1990) Encontro das Águas(1993) Sozinho(1999) Ta na Cara(1998) Resposta ao Tempo(1998) Ainda lembro(1994) Nuvens(1995) Dez a Um(1997) Bem Querer(1998) Caça e Caçador(1997) Alma Gêmea(1995) Quem é Você(1995) Um Dia de Domingo(1985) Coração de Estudante(1983) Momentos(1983) Quarto de Hotel(1980) Se eu quiser falar com DEUS(1980) Meu Bem Meu Mal(1981) Você é Linda(1983) Baila Comigo(1980) Vai Passar(1984) Menino do Rio(1980) Oceano (1989) Fonte da Saudade(1980) Conselho(1986) Alma(1982) Mel na Boca(1985) Saigon(1989) De volta pro meu aconchego(1985) Faz parte do meu show(1988) Só Pra Contrariar(1986) Um Homem também chora(1983) Deslizes(1989) Bilhete(1980) Balada do Louco(1982) Viajante(1989) Um certo alguém(1983) Purpurina (1982) Verde (1985) O que é o que é (1982) Me dê Motivo(1983) Lança Perfume(1980) Estranha Loucura(1987) Tiro ao Álvaro(1980) Anos Dourados(1986) Caçador de mim(1980) Agonia (1980) Meu Bem Querer(1980) Ao que vai chegar(1984) Como Uma Onda(1983) Tudo com você(1983) Paixão(1981) Codinome Beija Flor(1985) Samba pra
Vinicius
(1980) Papel Machê (1984) Judia de Mim(1986) Brasil (1988) Ontem (1988) Encontros e Despedidas(1985) Nos bailes da vida(1981) Samurai (1982) O Caderno(1983) Pedacinhos(1983) O último romântico(1984) Cama e Mesa(1984) Todo o Sentimento(1987) Apesar de Você (1972) Grito de Alerta (1979) Naquela Mesa (1970) Detalhes (1970) Gabriela(1975) Gostava Tanto de Você(1973) Tigresa (1977) Coisinha do Pai(1979) Quando eu me chamar Saudade(1974) Canta Canta minha gente(1974) Foi um Rio que passou em minha vida(1970) Cio da Terra(1976) Juízo Final(1976) O Mar Serenou(1975) Gota D'Agua(1976) Não deixe o samba morrer(1975) Viagem (1973) Sufoco (1978) Bandolins(1979) Atrás da Porta(1972) Argumento(1975) Regra Três(1973) A paz do meu amor(1974) Toada(1979) Meu mundo e nada mais(1976) Você abusou(1971) Tristeza pé no chão(1972) Rosa de Hiroshima(1973) Valsinha(1971) Retalhos de cetim(1973) Águas de Março (1972) Começar de Novo ( 1978) Loucura (1979) Começaria Tudo Outra Vez(1976) Foi Assim (1977) Outra Vez(1977) Café da Manhã (1978) Folhas Secas(1973) Só Louco(1976) 1.800 Colinas(1974) Dança da Solidão(1972) Olho por Olho(1977) Conto de Areia(1974) A Deusa dos Orixás(1975) Alvorada no Morro(1973) Pra Você(1972) Os Amantes(1977) O Surdo(1975) Pedaço de Mim(1979) To Voltando(1979) Pela Luz dos Olhos Teus(1977) Se queres saber(1977) O Bêbado e a Equilibrista(1979) Wave (1977) Você (1974) Canto das Três Raças(1974) Desabafo(1979) Samba de Orly(1971) Seu Corpo(1975) Madalena(1970) Samba de uma Nota Só ( 1960) Disparada (1965) Travessia ( 1967) Matriz ou Filial ( 1964) Trem das Onze (1965) Viola Enluarada (1967) A Banda (1965) Cantiga por Luciana ( 1969) Carolina (1967) Festa de Arromba ( 1964) Hoje (1966) Upa Neguinho (1967) Prova de Fogo (1967) Samba do Avião(1967) Noite dos Mascarados(1967) Laranja Madura (1966) Mas que nada(1963) País Tropical(1969) Modinha(1968) Poema do Adeus(1961) Sem Fantasia(1967) Estão voltando as flores(1961) Samba em preludio(1962) Negue (1960) Garota de Ipanema ( 1962) Apelo (1967) O Barquinho ( 1961) Gente Humilde ( 1969) Minha Namorada (1962) Arrastão (1965) Alegria Alegria (1967) Caminhando (1968) Você passa eu acho graça(1968) Namoradinha de um amigo meu(1965) A Flor e o Espinho ( 1964) Preciso aprender a ser só(1965) Volta por cima(1962) Mulher de Trinta(1960) A Praça(1967) Chove Chuva(1963) Brigas(1966) Fotografia(1967) Andança(1968) Roda Viva(1967) Samba do crioulo doido(1968) Ninguém Me Ama( 1952) Eu Sei Que Vou Te Amar (1958) Saudosa Maloca ( 1955) Chega de Saudade ( 1958 ) Conceição ( 1956) Desafinado (1958) Esse seu olhar(1959) Iracema(1956) Dindi (1959) Ronda(1953) Evocação nº1(1957) Eu não existo sem você(1958) A Noite Do Meu Bem(1959) Se Todos Fossem Iguais a Você (1957) Castigo ( 1958) Ouça ( 1957) Lábios de Mel ( 1955) Molambo ( 1953 ) Estrela do Mar(1952) Tereza da praia(1954) Alguém como tu(1952) Evocação nº2(1958) E daí?(1959) A Deusa da Minha Rua ( 1940) Chuvas de Verão (1949) Copacabana ( 1947)

Brasil um país de todos; “Os que sobrarem”...


Brasil um país de todos; “Os que sobrarem”
Manoel Marques Cardoso*

Beira a imoralidade as declarações dos ilustres: presidente da república, governador e prefeito do Rio de Janeiro. Só para que o leitor tenha uma idéia de como o governo está nadando em dinheiro, num país vizinho compra-se um Honda City por R$. 26.000,00 e aqui no Brasil ele custa em torno de R$. 55.000,00. E no país vizinho também existem impostos.
Estou citando este detalhe para que o cidadão imagine como Lula mudou, não foi só de lado, mas de postura em relação ao que ele sempre combateu até chegar a presidência. Agora defende o que sempre combateu, impostos nas alturas e eficiência no rés do chão.
No dia do desastre no Rio de Janeiro, em que a Folha estampa um bombeiro, desolado, com uma criança morta enrolada num cobertor, todo enlameado, o presidente Lula estava na cidade do Rio para inaugurar obras do PAC no Complexo do Alemão. Claro a inauguração foi suspensa e o ilustre presidente não mostrou a cara, permaneceu no Hotel Copacabana Palace e daí escafedeu-se.
Nessas ocasiões o presidente terceiriza os discursos, mas não deixou de dizer o seguinte: "Todas as enchentes atingem mais as pessoas pobres, que moram em regiões inadequadas. Não é mais possível permitir que as pessoas ocupem áreas irregulares. É preciso que os administradores públicos antevejam isso".
Mais uma pérola Lulista: "A única coisa que a gente pode fazer num momento como este é pedir a Deus que a chuva pare um pouco para as coisas melhorarem e voltarem à normalidade". Sr. Presidente, depois dessa tragédia o que o senhor imagina como normalidade?
Primeiro senhor presidente, os responsáveis pelas tragédias são seus companheiros que estavam fazendo os nós das gravatas para o ato político-eleitoral no Complexo do Alemão, cujo evento Deus frustrou com essa maldita chuva.
Segundo senhor presidente, pobres só podem ocupar áreas inadequadas e ou irregulares, ou o senhor queria que eles fossem morar na Vieira Souto.
O ilustre governador Sergio Cabral, que chorou porque queriam diminuir seus royalties do petróleo não verteu uma lágrima com os 180 mortos no desabamento perfeitamente previsível conforme explica o geólogo Álvaro Rodrigues dos Santos e iguais a este cidadão devem existir milhares. Basta procurar senhor governador.
Disse o seguinte: "Eu peço para as pessoas se retirarem. É uma loucura, é uma irresponsabilidade permanecer nesse momento. Essas pessoas estão cometendo quase um suicídio." Tenha dó governador, isso é coisa que se diga num momento desses, quem os está suicidando é a sua irresponsabilidade por inanição, falta de comprometimento com os cidadãos que mantém suas mordomias. Ou o senhor se esqueceu da tragédia de Angra em que o senhor ao saber do ocorrido disse que no dia seguinte iria ao local, estando em sua casa de veraneio em Mangaratiba a 50 quilômetros do local, com um helicóptero que faria o percurso em 10 minutos. Isso é uma vergonha. Para sua ciência, segundo o TCU, seu colega de PMDB, Gedel Vieira Lima, candidato ao governo da Bahia, endereçou em 2009, 90% das verbas destinadas a evitar tragédias para a Bahia, estado que pretende governar. Isto é seqüestro de dinheiro público, em interesse próprio. Ou não é? O editorial da Folha de 9/4 chama de Fisiologismo Criminoso o fato de 68% das verbas do Ministério de Integração Nacional terem sido destinadas à prefeituras da Bahia governadas por Peemedebistas. O ilustre Eduardo Paes disse o seguinte: "Todas as vias importantes da cidade estão interrompidas por alagamentos. É um risco muito grande para qualquer pessoa tentar atravessar alagamentos".
Sr. prefeito, o senhor está nos chamando de imbecis. Quem não sabe dos riscos que corre ao atravessar alagamentos. Sua obrigação é cumprir com sua função para a qual é pago, governar a cidade com o mínimo de competência. Com 10.000 moradias em risco o senhor só removeu 750. O que está esperando para remover o resto. Que morram antes de dar essa despesa para a prefeitura? Claro, agora são menos, centenas de barracos que desceram morro abaixo. Se o prefeito não sabe só cumpriu 7,5% da meta.
Veja o leitor, o que disse Vera Lucia Cordeiro Abram de Curitiba: "Deveriam ser criminalmente responsabilizados os prefeitos e governadores, atuais e anteriores, pela retenção de verbas que poderiam evitar mortes e sofrimento para a população". As verbas para os reparos dos danos às vitimas de Angra foram liberadas agora, quase quatro meses depois do desastre.
Concordo com a dona Vera em gênero e grau e acrescentaria. Esses políticos deveriam tornar-se inelegíveis por dez anos. Só assim nos livraríamos de tantas hipocrisias e dos hipócritas.

Economista/empresário.

MARISA FASHION...

O vestido da Primeira Dama merece uma CPI
Alguém precisa investigar quem comete esses atentados contra a mulher do presidente Lula, principalmente nessas ocasiões mais solenes, com aconteceu há poucos dias no jantar que a família real da Jordânia ofereceu ao casal brasileiro
Foto: Ricardo Stuckert/PR
Lady Marisa sucumbe ante a simplicidade majestática da rainha Rania
Toinho de Passira

Como dissemos em outras ocasiões não queremos, com nossos comentários, ridicularizar, nem mesmo debochar de Dona Marisa, pelo contrário, quem a veste dessa maneira é que a está pondo numa situação vexatória.
A primeira Dama é uma pessoa simples, e como tal não está obrigada a conhecer as futilidades do mundo fashion e da alta costura. Dona Marisa já comprovou, muito antes, quando escolheu o companheiro, que bom gosto não é o seu forte.

Até se pode perdoar que nos primeiros eventos ela tenha se atrapalhado e não tenha se apresentado a altura do que se pode exigir da mulher que representa diplomaticamente o Brasil, nesses encontros internacionais, tão exageradamente fartos, nesse governo Lula.
Mas agora depois de sete anos de batente, não se pode perdoar que a própria primeira dama, o marido dela, alguma amiga, alguém do cerimonial do Itamaraty, não possa ter interferido positivamente por as coisas no devido lugar.

Como quase sempre Dona Marisa exagerou. O seu vestido balofo e estratosférico foi posto no pior momento, justamente ao lado de uma das mulheres mais elegantes, bonitas e discretas do mundo, a rainha Rania, esposa rei da Jordânia, Abdullah II.
Foto: Ricardo Stuckert/PR
Postas lado a lado, de corpo inteiro, a evidência do mau gosto da nossa primeira dama fica mais gritante. A rainha que sempre coloca em seu blog fotos das mulheres que visitam o seu país, poupou a nossa primeira dama do vexame e "esqueceu" de registrar sua passagem pela Jordânia.

Precisa ser preso, numa cela de segurança máxima, sem direito a cateterismo, estilista, homem ou mulher, que ao ver dona Marisa nesse vestido, tenha exclamado falsamente: “DES-LUM-BRAN-TE!” (Estilistas sempre separam as sílabas quando estão enganando a cliente.)

Não temos dúvidas que esse vestido foi muito caro. Também não temos dúvidas que foi pago com cartão corporativo. Portanto foi com nosso dinheiro que essa coisa “hor-ro-ro-sa “, foi comprado e nos representou naquela noite de gala no Palácio de Amã. Sentimos-nos envergonhados e humilhados pelo vexame que ela passou.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Rádio Manhattan: Novo disco d'Os Cariocas: Nossa alma canta...


A equipe de produção da sua Rádio Manhattan conseguiu o novo CD do conjunto mais antigo em atividade no Brasil: Os Cariocas; que completa 62 anos de estrada, sob o comando do único remanescente da formação original: Severino Filho ao lado de Hernane Castro (voz e bateria), Neil Teixeira (voz e contrabaixo) e Eloi Vicente (voz e violão).

Este álbum: Nossa alma canta, é o melhor disco do conjunto desde a saraivada de LPs clássicos que gravaram pela Philips nos anos 60; e também é candidato a ser um clássico.

A faixa que mostramos “Rio que corre” * parceria de João Donato [que toca o piano da gravação] Lysias Ênio e a compositora bissexta Beth Carvalho, abre o CD de forma primorosa, com o conjunto acompanhado por um escrete de instrumentistas à sua altura, como Léo Gandelman e Mauro Senise, entre muitos outros.


* CD “ Nossa alma canta”: Guanabara Records, AA3000, 2010, faixa 1.

RIO QUE CORRE
João Donato & Beth Carvalho & Lysias Enio

Rio que corre o ano inteiro
Em Fevereiro o balanço geral
Lá vem Portela, Mangueira,
Lá vem a porta-bandeira
O povo que canta e levante
A vida no Carnaval
Rio que corre o ano inteiro
Atrás da bola que o jogo é legal
Entra Bangu, Madureira
Entra a Baixada inteira
E, nesta zona, entra até Marechal
O meu Rio de Janeiro
Cheira o ar da montanha
Deita à beira do mar
Faz o baixo Leblon levantar
Rio que corre o ano inteiro
Tem futebol no maraca eu vou lá!
E com a galera se abraça
Quando o passe é perfeito
Explode no peito um grito de gol!

(Aí eu quero)
E abro meus braços pro Redentor

A NOVA LEI DA CULTURA...

Mais um capítulo da "vida como ela é"...



Carly Simon e Orquestra...

video

Golpe de Mestre - Tudo dentro da Lei...

Constituição Federal

Art. 14. (*) A soberania popular será exercida pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto, com valor igual para todos, e, nos termos da lei, mediante:
I - plebiscito;
II - referendo;
III - iniciativa popular.

§ 5.º São inelegíveis para os mesmos cargos, no período subseqüente, o Presidente da República, os Governadores de Estado e do Distrito Federal, os Prefeitos e quem os houver sucedido ou substituído nos seis meses anteriores ao pleito.

§ 6.º Para concorrerem a outros cargos, o Presidente da República, os Governadores de Estado e do Distrito Federal e os Prefeitos devem renunciar aos respectivos mandatos até seis meses antes do pleito.

As deduções da Mara Montezuma, abaixo, tem sentido. Poderão ser tentadas e, eventualmente concretizadas, caso o judiciário permita. Mesmo Não sendo jurista, acredito que a intenção da norma constitucional deva sempre se sobrepor a seu texto, em qualquer situação. Vamos conferir...

Zummm...Uma mosca zumbideira zumbizou em meu ouvido um zunzunzum que... de novo campeia nos corredores do Planalto: dizem que o presidente Lula anda desacorçoado com o desempenho de sua pupila na campanha. A continuar assim periga dela naufragar já no primeiro turno! Daí que...poderia estar sendo articulado um plano B, uma manobra salvadora para os petistas: Lula renunciaria a seu cargo para se lançar candidato a vice de Dilma, e assim poder acompanhá-la em tudo que é palanque . Creem os "grandes pensadores" do PT que com esta alavancada Dilma obterá os votos suficientes para eleger-se presidenta .Mas a estória não termina aí! Depois de eleita, Dilma cumpriria um breve estágio, e em seguida renunciaria por motivo de saúde...afinal já houve um "histórico" de enfermidade, não é? E assim, Lula assumiria legalmente a presidência e poderia ficar mais 8...OITO ANOS!

A mosca zumbideira arremata o zunzunzum com este raciocínio mais do que lógico: zummm....veja bem você...todas as peças se encaixam quando lembramos que Alencar desistiu de concorrer ao Senado e Meirelles aceitou permanecer no Banco Central, ambos abrindo mão de projetos pessoais e à troco de que? De nada? Agora confira: os artigos constitucionais que tratam da eleição não impedem que o presidente se candidate a vice, desde que se afaste do cargo seis meses antes do pleito. Pelo menos é isso que se entende da Constituição nos parágrafos 5 e 6 do Artigo 14, que trata dos direitos políticos. Portanto, se for para acontecer esta trampa...está para estourar, pois de maio a outubro são exatamente 6 meses...

Seria a concretização do sonho petista do terceiro e até do quarto mandato, claro, sempre respeitando a Constituição....à moda democrática do PT.

zummmmmmmmmmm....

Mara Montezuma Assaf

sexta-feira, 16 de abril de 2010

CAFÉ E DENGUE...

Para conhecimento...


SAÚDE PÚBLICA
Incontinência verbal

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em mais um de seus rompantes habituais de incontinência verbal, diz ter encontrado os culpados pelo caótico sistema de saúde nacional: os médicos. Segundo reportagem veiculada sexta-feira em diversos jornais brasileiros, o presidente reclamou que "os médicos não aceitam ou cobram caro para trabalhar no interior e nas periferias" e que "é muito fácil ser médico na Avenida Paulista". Lula também criticou o Conselho Federal de Medicina, pedindo o reconhecimento dos diplomas dos médicos formados em Cuba. Ainda em tom jocoso, criticou o médico responsável pela amputação do seu dedo mínimo da mão esquerda. Sua ira se voltou também para os contrários à cobrança de novo tributo para aumentar os recursos para o setor de saúde. O que o presidente finge não saber é que o médico sozinho, no interior ou em periferias, é incapaz de promover saúde. Ele precisa de apoio para exercer sua profissão, como laboratórios, equipamentos para exames, hospitais, enfim, tudo o que não é prioridade ou é claramente insuficiente em seu governo. Lula também finge não saber que ninguém é contra o médico cubano: exige-se apenas que ele, como qualquer outro, se submeta ao exame de avaliação exigido para formados no exterior. Quanto à CPMF, governar impondo novos impostos ao já fatigado povo brasileiro é tão vulgar quanto dizer que é "fácil ser médico na Avenida Paulista". A Associação Médica Brasileira (AMB), em nome dos mais de 350 mil médicos brasileiros, sente-se ultrajada com as declarações do sr. Lula, visto inverídicas, por considerar que elas não condizem com o cargo que S. Sa. ocupa e por atingir a dignidade e a honradez daqueles que, diariamente, em hospitais ou consultórios, muitas vezes em condições precárias, lutam por manter a saúde do povo brasileiro. O presidente Lula deve um pedido de desculpas à classe médica brasileira.

José Luiz Gomes do Amaral, presidente da AMB