segunda-feira, 13 de setembro de 2010

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Lei Mário da Penha...


Lei Mário da Penha

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

LEI Nº 11.069, DE 25 DE JULHO DE 2009.


Regulamenta o direito e as obrigações dos casais.


O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:


Art.1º Todo desejo do marido é uma ordem.

Parágrafo Único - É obrigação da esposa adivinhar todos os desejos do marido.

Art.2º Fica assegurada à mulher a liberdade de expressar sua opinião.

Parágrafo 1. O marido não é obrigado a ouvi-la.

Parágrafo 2. Caso a opinião possa ser aproveitada, o marido assume automaticamente a autoria da mesma.

Art.3º É facultado a esposa dizer a última palavra, desde que seja 'sim senhor', ou algo equivalente.

Art.4º É facultado ao marido conviver em regime matrimonial com tantas mulheres quantas as que ele possa sustentar. (Vetado)

Art.5º É dever da esposa que trabalha ou que tenha fonte de renda de qualquer natureza, entregar toda remuneração ao marido, para que este o administre com a inteligência que somente a ele é peculiar.

Art.6º Ficam garantidas: cinco noites, duas manhãs e três tardes livres, por semana, para o marido jogar futebol, beber com os amigos ou qualquer atividade exigida por sua condição de macho e predador.

Parágrafo Único. Em carácter compensatório, pode a mulher assistir por três vezes uma telenovela noturna, desde que não coincida com o horário jornalístico ou futebol, isto, se todo o trabalho doméstico estiver dentro dos conformes estipulados pelo marido.

Art.7º A partir desta data, a esposa ou assemelhada, mesmo que eventual, passa a ser chamada de 'MULHER', e esta poderá, caso permitido pelo marido, tratá-lo por 'TU', porém, somente em casa e nunca em público, onde o tratamento deverá ser, obrigatoriamente, 'O SENHOR'.

Art. 8º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 07 de setembro de 2010; 188o da Independência e 121° da República.

______________________________________
LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA - PRESIDENTE DA REPÚBLICA

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Lula cara de pau...

Luiz, você é o cara.

Você é o cara....que esteve por dois mandatos à frente desta nação e não teve coragem nem competência para implantar reforma alguma neste país, pois as reformas tributárias e trabalhistas nunca saíram do papel, e a educação, a saúde e a segurança estão piores do que nunca.

Você é o cara que mais teve amigos e aliados envolvidos, da cueca ao pescoço, em corrupção e roubalheira, gastando com cartões corporativos e dentro de todos os tipos de esquemas.

Você é o cara que conseguiu inchar o Estado brasileiro com tantos e tantos funcionários e ainda assim fazê-lo funcionar pior do que antes.

Você é o cara que mais viajou como presidente deste país, tão futilmente e às nossas custas.

Você é o cara que aceitou todas as ações e humilhações contra o Brasil e os brasileiros diante da Venezuela ,Argentina, Bolívia, Equador, Paraguai e outros.

Você é o cara, por tudo isso e mais um monte de coisas, transformou este país em um lugar libertino e sem futuro para quem não está no grande esquema.

Você é o cara que transformou o Brasil em abrigo de marginais internacionais, negando-se, por exemplo, a extraditar um criminoso para um país democrático que o julgou e condenou democraticamente.

Você é o cara que transformou corruptos e bandidos do passado em aliados de primeira linha.

Você é o cara que está transformando o Brasil num país de parasitas e vagabundos, com o Bolsa-Família, com as indenizações imorais da bolsa terrorismo, com o repasse sem limite de recursos ao MST, o maior latifúndio improdutivo do mundo e abrigo de bandidos e vagabundos que manipulam alguns verdadeiros colonos.

Você é o cara que agora quer transformar uma guerrilheira, terrorista, bandida, sequestradora, sem vergonha em presidenta do Brasil só para continuar dando as cartas e junto com sua gangue prosseguir roubando impunemente a nação como fez todos estes anos.

É,Luiz Inácio Lula da Silva! Você é o cara...

É o cara-de-pau mais descarado
que o Brasil já conheceu.

Filho do Brasil ???
Você é mais um grande filho da mãe.
Caio Lucas

Pastor Silas Malafaia...

O triste é que tem gente que cai nessa...


video

Voto nulo...


Nas próximas eleições, vamos dar o troco neles.


VOTO NULO = 000 + TECLA VERDE


Você sabe como eliminar alguns políticos corruptos em uma única vez ?
Preste muita atenção:
Você sabe para que serve o VOTO NULO ?
Não se preocupe, eu acredito que menos de 1% da população saiba algo
sobre isso...
Agora, você sabe porque você não sabe para que serve o VOTO NULO?
Então, vamos a um exemplo:
Imagine uma eleição qualquer, onde os candidatos sejam: Jose Serra ou
Fernando Henrique que é a mesma coisa, Paulo
Maluf, Ciro Gomes, Dilma entre outros...
Campanha vai e campanha vem, você se acha na obrigação de escolher uma
dessas figuras (o tal do "menos ruim") e com isso acaba afundando mais
o nosso país !!!
Mas, aí você diz: "Nesse caso, não temos saída!" Engano seu !
O QUE VOCÊ NÃO SABE É QUE SE UMA ELEIÇÃO FOR GANHA POR "VOTOS NULOS" É
OBRIGATÓRIO HAVER NOVA ELEIÇÃO COM CANDIDATOS DIFERENTES DAQUELES QUE
PARTICIPARAM DA PRIMEIRA !!!

Se, no exemplo de eleição acima, você e todo mundo votasse nulo, seria
obrigatório haver uma NOVA ELEIÇÃO e esses pilantras não poderiam
concorrer ao mesmo cargo político pelo menos por mais 4 anos!
Agora você entendeu por que isso nunca foi divulgado?

Acha que é mentira? Ligue para o Superior Tribunal Eleitoral... Ligue
para OAB... Aproveite e ligue também para a Folha de São Paulo, O
Estado de São Paulo, O Globo, O Diário Catarinense, O Estado do
Paraná, A Gazeta do Povo... e todas as revistas e jornais importantes
desse país, e então lhes pergunte por que isso nunca foi divulgado.
Segundo a legislação brasileira, se a eleição tiver 51% de votos
nulos, o pleito é ANULADO e novas eleições têm que ser convocadas
imediatamente; e os candidatos concorrentes são IMPOSSIBILITADOS DE
CONCORRER NESTA NOVA ELEIÇÃO !!!
É disso que o Brasil precisa: um susto nessa gente ! Esta campanha vale a pena !

Combate a dengue...

Recebi esse arquivo e estou repassando.... acho que poderá ser útil às vésperas do verão tropical.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Rádio Manhattan: Cinema Paradiso...

Quem nunca assistiu deve correr às lojas e locadoras para alugar a nova versão da obra-prima de Giuseppe Tornatore: “Cinema Paradiso”, com 174 min; ao invés dos 123 min da versão resumida pelo autor, após as primeiras exibições não terem sido bem sucedidas, em 1988. Um ano depois ele ganhou o Grande Prêmio do festival de Cannes, e o Oscar de melhor filme estrangeiro, em 1990.

Todos se lembram da história: nos anos que antecederam a chegada da televisão (logo depois do final da Segunda Guerra Mundial), em uma pequena cidade da Sicília o garoto Toto (Salvatore Cascio) ficou hipnotizado pelo cinema local e procurou travar amizade com Alfredo (Philippe Noiret), o projecionista que se irritava com certa facilidade, mas paralelamente tinha um enorme coração. Todos estes acontecimentos chegam em forma de lembrança, quando agora Toto (Jacques Perrin) cresceu e se tornou um cineasta de sucesso, e recorda-se da sua infância quando recebe a notícia de que Alfredo tinha falecido.

Nesta história havia um romance de Toto adolescente ( Marco Leonardi ) com a bela Elena ( Agnese Nano) que na versão original não mais encontra Toto. Nesta versão ampliada podemos conhecer mais sobre os dois na vida adulta.

Tudo isto com a trilha sonora de Ennio Morricone, que - junto com Nino Rota e Henry ( Enrico ) Mancini - formam o trio de maestros compositores italianos que são, quase, co-autores da parte emocional dos filmes, junto com seus diretores. Aqui mostramos o “Love Theme” *, com a orquestra de Henry Mancini.

* CD “ Henry Mancini: Cinema italiano: música de Ennio Morricone and Nino Rota”, RCA Victor, # catal. 20.179, de 1990, faixa 4.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Perguntas que o Jornal Nacional deveria fazer ao Lula...

Queremos que Bonner e Fátima façam as perguntas a Lula que o Reinaldo Azevedo sugere para a entrevista do Jornal Nacional:

1) O senhor prometeu criar 10 milhões de empregos e chegará ao fim do mandato criando quatro milhões. Neste tempo, a renda da classe média caiu, e os empregos gerados se concentram na faixa de até 2 salários mínimos. A chamada distribuição de renda do seu governo não se faz à custa do empobrecimento dos menos pobres?

2) O Senhor disse que banqueiro lucra no seu governo e, por isso, não precisa de Proer. O Senhor sabe quantos Proers o Brasil paga por ano para sustentar os juros reais mais altos do mundo?

3) O seu filho, até bem pouco tempo antes de o Senhor assumir a Presidência, era monitor de Jardim Zoológico e, hoje, já é um empresário que a gente poderia classificar de milionário. O Senhor não acha uma ascensão muito rápida?

4) Genoino sabia do mensalão. Silvio Pereira sabia do mensalão. Dirceu sabia do mensalão. Ministros foram avisados do mensalão.
Só o senhor, da cúpula, não saberia. O senhor não acha que, nesse caso, não saber é tão grave quanto saber? E se houver mais irregularidades feitas por amigos seus que o senhor ignore?

5) Presidente, na sua gestão, as invasões de terra triplicaram, caiu o número de assentamentos e mais do que dobrou o número de mortos no campo. Como o senhor defende a sua política de reforma agrária?

6) O senhor não tem vergonha de subir em palanque onde estão mensaleiros e sanguessugas?

7) Presidente, em 2002, o Brasil exportava a metade do que exporta hoje, e o risco país era sete ou oito vezes maior. O país pagava 11% de juros reais. Hoje, continuamos a pagar mais de 10%. Como o senhor explica isso?

8) Em 2002, o governo FHC que o Senhor tanto critica repassou para São Paulo, na área de segurança, R$ 223,2 milhões.
Em 2005, o seu governo repassou apenas R$ 29,6 milhões. Só o seu avião custou R$ 125 milhões.
Não é muito pouco o que foi dado ao Estado que tem 40% da população carcerária do país?

9) Quando o Senhor assumiu, o agro negócio respondia por mais de 60% do superávit comercial. Quase quatro anos depois, o setor está quebrado, devendo R$ 50 bilhões. O Senhor não acha que o seu governo foi um desastre na área?

Direito de resposta...


Antes de ler, por favor, veja o significado da palavra "TRANSIGIR" na sua essência.Sei que vc sabe, mas vale a pena rever.

Do Aurélio : "Transigir" :
1. Chegar a acordo; condescender:
2. Chegar a acordo; ceder, condescender, contemporizar: 2 & 2
3. Compor por transação: 2

1)"O PT é um partido político democrático, registrado desde 1980 no Tribunal Superior Eleitoral, que defende a Constituição e cumpre rigorosamente a lei."

COMENTÁRIO:Só rindo, nenhum partido do mundo faz isso.Num arroubo anarquista acho que os partidos deveriam acabar.Utopia. Logo os grupinhos formar-se-iam e os partidos apareceriam fisiologicamente.Sugestão: não existir oficialmente, sem regras e regulamentos.

2)"O PT condena o terrorismo, repudia a violência, pratica e defende a via democrática para a solução de conflitos."

COMENTÁRIO :o MST é terrorista? O MST usa violência? O MST é democrático e usa a via democrática para solução de conflitos?E, o principal,
O PT transige com o MST? O PT tem algo a ver com o MST?

3)"O PT combate com firmeza o narcotráfico e o crime organizado, por meio de sua representação no Poder Legislativo, de suas administrações municipais, estaduais e, especialmente, na Presidência da República."

COMENTÁRIO:o PT, por meio de sua representação no Poder Legislativo combateu com firmeza o crime organizado por seu representantes e por seus aliados? Sarney é o pior deles.A Presidência da República( leia-se Lula) omitiu-se, dizendo que o Sarney não é como qq outro? Um teatrelho!!

4)"Ao longo de sua existência, o PT demonstrou que não transige com o crime nem se relaciona com o narcotráfico. Afirmar o contrário, como fez a revista Veja, é transigir com a verdade."

COMENTÁRIO:o PT acha crime o mensalão? Seu presidente,ao dizer que não sabia de nada, estaria transigindo com a verdade?
Aliar-se ao Sarney,Collor e outros menores e tb criminosos, é transigir?
A formação de quadrilhas pelos componentes do PT é transigir com o crime?

Enfim, o PT perdeu uma boa oportunidade de ficar calado.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Uma palmadinha não dói...


Uma palmadinha não dói... Paulo J.F. Bonates

“As coisas estão no mundo eu que preciso aprender” (Paulinho da Viola em Coisas do Mundo”)

Há muitos e muitos anos, uma cigana-mãe tendo que sair do acampamento armado em um terreno baldio bem em frente à então Faculdade de Engenharia, lado direito de quem vai para Maruípe, como sempre fazia , calçou no filho de seis anos acho uma botinha de couro especial com uma cordinha, e amarrou-o a uma árvore. Feito isso pegou as cartas e saiu foi contar mentira. E ganhar o da comida e ervas para o banho.Costume da tribo.Pra que?

Alguém, não interessa quem, ao passar por ali de nariz em pé no Gordini último modelo, julgou o ato da ordem da tortura e cativeiro. Quando a, digamos, cigana Sara Madalena voltou já havia um fusca preto de pneus carecas e um par de algemas a recepcioná-la. Deu no jornal, saiu na rádio e a mulher sem entender nada parou na cadeia tendo sido bem machucada pelas companheiras de cela. Pegaram o menino e o libertaram, isto é, prenderam em uma desses tenebrosos labirintos para menores cuja função era a mesmíssima de sempre: fabricar delinqüentes a partir da marginalidade.

Estava eu então no ambulatório do hospital São Lucas, aprendendo feitiçaria ou medicina, como queiram, quando uma repórter que, na falta de achar alguém importante entrevistou-me sobre o ato terrorista. Entre orgulhoso e medroso dei minha opinião sobre o 11 de setembro de Maruípe. O que levaria uma mãe praticar tal barbárie contra o filho? Felizmente foi conduzido a tempo para o reformatório onde já havia levado as primeiras bordoadas dos amiguinhos – introduziu a jornalista.

Por causa da minha vasta sabedoria de aprendiz fui ao senso comum. Achava como acho que os gestos de amor e limite na complexa relação mãe-filho são permeados pela cultura é éticas especiais de cada grupo. Não se pode ler ou ver esta estrutura a partir de outra. Naquele tempo como agora raramente há uma interpretação que leve em conta o imaginário social, a ética vigente naquele grupo ou outro qualquer.

Parece indiscutível que a ausência de limites e cuidados gera uma população crescente de marginais e delinqüentes. O limite baseado no espancamento e outras torturas não é limite, é medo. O adulto só bate na criança porque é mais forte fisicamente, Quando cresce, a criança apronta muito mais e não é espancado porque a coisa pode se inverter. Espancar criança é apenas covardia, na maioria das vezes.

Vivemos um desespero. Por um lado a situação de emergência: um nível de violência hegemônico onde faltam as mais fundamentais leis. Autoridades desonestas, em todos os níveis, um sistema de ensino descuidado que fabrica soluções como “passar de ano de qualquer maneira”. Ou fabricar escolas de ensino superior sem o menor critério ou cuidado. Elaborar leis que já existem, como esta de não poder ser candidato quem for criminoso. Estes não poderiam sequer estar na rua. Esta lei já existe. Lei contra o espancamento do filho ou de qualquer outra pessoa também.

Esta questão da relação da família com a criança precisa ser aprofundada e precisa haver família; Esta pode ou não existir independentemente da situação social. Exceção que também paira.

O mundo da criança é infinito. Senão vejamos.

Um dos mundialmente reconhecido psicanalista, ex-pediatra ingles Donald Winnicott dedicou sua vida ao estudo da formação da pessoa a partir da relação mãe-bebê. Do choro vem a fala que insere o sujeito no mundo. Postulou, como fez Freud a base do limite, no Não. Tudo começa na organização familiar.Do “não pode namorar membros da própria família” O não ao Complexo de Édipo (sic freud) Uma palmada – não espancamento – pode ser necessária se a criança não consegue entender ou escutar palavras. Principalmente se não foram ditas, criança não é um idiota que encolheu. Há formas cínicas e sádicas de maltratar uma criança sem tocar nela. Através da indiferença, por exemplo. O contrário do amor não é o ódio – só se odeia quem se ama – mas sim a citada indiferença, por exemplo. Pois bem

Winnicott enveredou pelo desenvolvimento da relação mãe-bebê, ampliada por as relações em rede - self-objetais – no mundo, no corpo, incluindo aí todas as circunstancias da criança: seu corpo e mente, suas relações, sua imaginação, recordações e um interminável etc.,

Ele ,o Donald,falava da Preocupação Materna Primária onde a criança é sustentada por um Holding que protege a liberdade de crescer e não a restringe. Uma palmada, o Não, às vezes é necessária para ser internalizado o Sim. Tal sofisticada relação envolve outros conceitos fundamentais como o Verdadeiro Self e Falso Self, este último, uma formação psicopatológica. Baseia-se na experiência e observação clínica. Se uma mãe – que representa o ambiente social – não consegue decodificar as necessidades da sua criança ou apresenta a não-escuta ou indiferença como “resposta” esta adapta-se à força portanto tirania materna perdendo-se o SER. Terá que FAZER e tornar-se excessivamente adaptativo, “obediente e servil”. Está criado assim o Falso Self. Como não se É tem que se FAZER. Este mecanismo – o Falso self - falsamente protetor gera infinitos distúrbios e fundamentalmente um sentimento de despersonalização, como dizia minha inesquecível professora Inaura Carneiro Leão, além das doenças psicossomáticas .

O Brincar é outro exemplo. É o momento em que a criança adquire a capacidade de transformar o mundo. Pega um lápis e transforma-o em aviãozinho. Muda o mundo a toda hora. Recria as coisas do mundo à sua maneira.

Assim, este maravilhoso e mágico mundo não pode ser reduzido, já que no fundo pertence ao inconsciente, ao imaginário.

Poderia citar inúmeros estudos sobre isso, mas não vou cansá-los. Basta que possamos pensar juntos e proteger de forma científica e embasada, a criança na sua complexidade.

Senão quem leva palmada é a mãe

O autor é médico psicanalista

Miséria no Brasil II...

Meus queridos, o ser humano é inviável.
Senão vejamos:

Havia na em Gaza um piedoso judeu.
Entretanto talvez para aplacar suas culpas e mutilar seu desejo curtia uma inveja inxsuportável para ele em relação a um vizinho e amigo também Idish. Tudo que o amigo tinha causava uma dor insuporável e uma ferida narcísica em nosso herói.

Foi ao Rabino- que aproveitou e recolheu o dízimo. Mas a inveja que é ruim ficou.

(Fecham-se bruscamente as cortinas , aparecendo ao fundo a Ira de Jeovah com a voz tremida de Deus (sic. Cecil B. de Mille)

Fim do Primeiro ato. As pesssoas levantam-se das cadeiras apertadas e vão rodar em frente ao bar e comprar camisetas com a logo marca do espetáculo.

Tum,tum,tum

Trim,trim,trim

SEGUNDO ATO


Entra o rabino entre apreensivo e feliz
.

- Arranjei-lhe uma entrevista com o próprio Jeovah em pessoa, espírito, ou pomba, como quiseres.

Entra Jeovah

-- O que posso fazer por você?- modesto, o cara.

O bom canalha contou seu drama.

Na sua infinita sabedoria trouxe a solução.

- Vou te conceder um dom: tudo o que desejares te darei. Não tem sorteio! Ouro, mulheres, homens , cachorros, cabritas bem.... A tua única contra partida é : tudo o que tiveres, o amigo de quem tens a inveja que te consome terá o dobro imediatamente. Isso irá te mostrar que o que o outro tem você pode ter. E que o fato dele ter duas vezes mais que tu não faz a menor diferença.

Ide agora porque Ego Sunt Bagus Plenus. Volta amanhã com teu primeiro pedido.

Passou a noite penitenciando-se comendo bandejas e bandejas do hospitais brasileiros.
Dia seguinte mal raiava o sol os cachorros cacarejavam, os ursos voavam, Lula falava a verdade....chegou e foi logo pedindo:

- Desejo ficar cego de um olho!

(Fecham-se as cortinas, o pano de boca e as pessoas deixam sujo o cassoalçho do teatro...)

Miséria no Brasil...

O real da miséria e a miséria do Real...

Antonio Lassance (*)

O gráfico abaixo merece ser emoldurado. Ele representa os avanços que o Brasil alcançou até o momento na luta pela redução da miséria.

Antes de mais nada, é preciso dar os devidos créditos. O gráfico tem como base os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), colhidos, organizados e divulgados pelo IBGE. São sistematicamente trabalhados pelo IPEA, que tem grandes estudiosos sobre o tema da pobreza, assim como pelo Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas-RJ.

Graças a esses estudos se pode, hoje, visualizar se estamos avançando ou retrocedendo; se o Brasil está resgatando seus pobres ou produzindo quantidades cada vez maiores de pessoas que ganham menos que o estritamente necessário para sobreviver; gente que se encontra sob situação de insegurança e vulnerabilidade.

Os números e a trajetória que os liga permitem não só uma fotografia da miséria, mas também um retrato do que os governos fizeram a esse respeito. Serve até de exame para um diagnóstico do bem estar ou do mal estar que as políticas econômicas podem causar à nossa sociedade.

Descritivamente: esta linha sinuosa decresce em ritmo forte em 1994 e 1995, quando estaciona. Depois de 1995, a queda deixa de ter continuidade e, salvo pequenas oscilações, os patamares de miséria ficam estáveis pelos sete anos seguintes, até 2002. Depois de 2003, ocorre uma nova trajetória descendente e, desta vez, sustentada, pois se mantém em queda ao longo de sete anos.

Na trajetória dos últimos 18 anos, só o governo Lula reduziu a pobreza de forma contínua e acentuada. Itamar e FHC tiveram, cada qual, apenas 1 ano de efetiva redução da pobreza: Itamar (que teve pouco mais de 2 anos de governo), em seu último ano (1994), e FHC, em seu primeiro ano (1995).
O gráfico desmente categoricamente a afirmação de que a miséria e as desigualdades no Brasil vêm caindo “desde o Plano Real”, como é comum encontrar inclusive entre analistas econômicos, principalmente aqueles que são mais entusiastas do que analistas e, a cada 5 anos, comemoram o aniversário do plano como se fosse alguém da família.

O Plano Real conseguiu reduzir a miséria apenas pelo efeito imediato e inicial de retirar do cenário econômico aquilo que é conhecido como “imposto inflacionário”: o desconto compulsório, que afeta sobretudo as camadas mais pobres, ao devorar seus rendimentos. Retirar a inflação do meio do caminho foi importante, mas insuficiente.

No governo FHC, a miséria alcançou um ponto de estagnação. Uma estagnação perversa, que deu origem, por exemplo, à teoria segundo a qual muitos brasileiros seriam “inimpregáveis”. Para o discurso oficial, o problema da miséria entre uma parte dos brasileiros estaria, imaginem, nos próprios brasileiros. A expressão era um claro sinônimo de “imprestáveis”: pessoas que não tinham lugar no crescimento pífio daqueles 8 anos. Era um recado a milhões de pessoas, do tipo: "não há nada que o governo possa fazer por vocês". "Se virem!"

O governo Lula iniciou uma nova curva descendente da miséria no Brasil e a intensificou. Sua trajetória inicial foi mais íngreme do que a verificada no início do Plano Real e, mais importante, ela se manteve em declínio ao longo do tempo. Por trás dos números e da linha torta, está o regate de milhões de brasileiros.

A razão que explica essa trajetória está no conjunto de políticas sociais implementadas por Lula, como o Fome Zero, o Bolsa Família, a bancarização e os programas da agricultura familiar, além da melhoria e ampliação da cobertura da Previdência.

No campo econômico, além de proteger as camadas sociais mais pobres da volta do imposto inflacionário (estabilidade macroeconômica), houve uma política sistemática de elevação do salário mínimo e, a partir de 2004, patamares mais significativos de crescimento econômico, com destaque nas regiões mais pobres, que cresceram em ritmo superior à média nacional - em alguns casos, superior ao ritmo chinês.

O governo FHC, sem políticas sociais robustas e integradas e com índices sofríveis de crescimento econômico, exibiu uma perversa estabilidade da miséria. Se lembrarmos bem, ao final de seu mandato, a economia projetava inflação de dois dígitos, os juros (Selic) superavam os 21% ao ano (haviam batido em 44,95% em 1999), a crise da desvalorização cambial fizera o dólar disparar, as reservas estavam zeradas e o País precisara do FMI como avalista. Por isso se pode dizer que a característica principal do Governo FHC não foi propriamente a estabilidade macroeconômica. Foi o ajuste fiscal e a estabilidade da miséria.

Por sua vez, a tríade crescimento, estabilidade e redução da miséria, prometida por Lula na campanha de 2002, aconteceu. Se alguém tinha alguma dúvida, aí está a prova.

(*) Antonio Lassance é pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e professor de Ciência Política

Versão masculina do Cauby...

sexta-feira, 30 de julho de 2010

terça-feira, 27 de julho de 2010

Para entender Bruno...

Para entender Bruno, o goleiro, é inevitável entender Bruno, o psicopata. Psicopatia, como se sabe,não é psicose, como são as esquizofrenias, os distúrbios bipolares, por exemplo. Trata-se de um transtorno do caráter. Usualmente é entendido como sinônimo de delinqüência e ponto. Não é tão simples assim.

A entrada da pessoa na cultura, uma forma de nascimento social, depende fundamentalmente da internalização de uma sofisticada Lei da maioria que surgir como uma interdição no momento que Freud batizou de Complexo de Édipo e a função do Superego. Esta instância é o lugar do limite, da Lei, do Não. Na ausência completa do Não o Sim não existe.

A rede social em seu imaginário cria e cultua modelos de ética e moral a partir da lei familiar do significado desta palavra “Não” imposto em sua instância fundamental pela proibição do incesto e outras aplicações, um dever e um impedimento que se transmite por todas as vias de comunicação, sem o que a civilização não seria possível e a fragilidade da raça humana não sobreviveriam.

Tal ordem garante a rede, que garante a vida. Dependemos uns dos outros, cada um no seu pedaço para mantermos um sistema de sobrevivência. A raça humana é frágil, susceptível a qualquer doença e para a mínima produção necessita de famílias organizadas em funções. Estas se mantêm através da lei cuja mãe é: fica proibida a relação sexual ou reprodução dentro da mesma família. E por aí vai.

Alguns se excluem ou são excluídos desta organização legal, aliás, enfatizada nos Dez Mandamentos e suas metáforas.

O que ocorre então quando alguém se vê desprovido de tal sistema mental, moral ético? Já lhes digo: cria por conta própria sua legislação. Funda um amontoado de regras que não reconhecem ou respeitam o outro. Não existe o semelhante, por assim dizer.

Nasce um psicopata.

Tudo o que a sua inteligência, desejo e instinto ordenarem, para levar-lhe ao prazer ou ao alívio prazeroso da dor ou da frustração da dor é legal na sua constituição. Não há culpa, não há alma, só uma modalidade perversa de gozo e uma conseqüente e patológica sensação de onipotência. E agem dentro desta lei não compartida sequer pelos próprios psicopatas. Por isso não se organizam como força unida, o que convenhamos é um alívio. Impregnam-se de lógicas individuais que não devem explicações a ninguém, nem a eles próprios;

O resto vem por conta. Grupos extra ou intra familiares, que tiram do próprio umbigo as regras sociais e mesmo a lógica, escondem-se em uma modalidade bizarra de necessidade ou da ignorância diante da impotência de uma sociedade que não é suficientemente estética para impor pelo bem, a Lei Única citada. Os mandamentos estéticos, as virtudes, tudo isso passa longe, muito longe de seus insólitos psiquismos auto credenciados a qualquer coisa que seja. Tal patologia não é privilégio: ocorrer nas melhores famílias. Basta a Lei não exista ou não seja suficientemente eficaz em todas as suas vertentes.

Este buraco negro da psicopatologia cria um impasse social. Como se vê em milhões de “casos Bruno” em todo o mundo em todos os tempos uma coisa é certa: não podemos nos furtar a um exercício emergencial: pensar.


Paulo Bonates
O autor é médico psicanalista

terça-feira, 20 de julho de 2010

Resposta de Um Médico para Outro...

RESPOSTA DE UM MÉDICO,
DR. HUMBERTO DE LUNA FREIRE FILHO ,
PUBLICADA NO “O ESTADO DE SÃO PAULO ”
A OUTRO MÉDICO, DR. ALDO PACINOTO


Carta do Dr. Aldo Pacinoto( 1a CARTA)
Prezado senhor Humberto.
Sei perfeitamente que os leitores do jornal O Estado de S. Paulo são conservadores, muitas vezes reacionários, claramente de direita.
Mas algumas cartas chegam ao cúmulo do absurdo.
Ontem um leitor disse que a culpa dos erros nas cartilhas do governo do senhor José Serra é culpa de algum "petista infiltrado" na Secretaria da Educação. Hoje, o senhor faz uma observação completamente equivocada. Não é apenas o presidente americano Obama que elogia o nosso presidente. Os elogios estão vindo de todos os continentes. É o presidente francês, é o presidente sulafricano, o premiê inglês, finlandes, a alemã. Só não veem em Lula um grande líder pessoas preconceituosas que ainda o enxergam como um metalúrgico analfabeto. O senhor deve ser de classe média média ou alta.
Pergunto: o que piorou em sua vida com o governo Lula? O que vai melhorar com o governo Serra? É claro que a classe média não quer enxergar em Lula um presidente que tem enfrentado crises econômicas internacionais como ninguém.
O senhor lê a Economist? O El País? O Le Monde? Se ficar lendo apenas o Estadão e a Veja terá uma visão burguesa e centrada em críticas e mais críticas. Radical.
O senhor sabe o quanto o atual governo melhorou a vida dos menos favoreci­dos? O senhor não quer que ele melhore a vida dos mais pobres? Sou médico, não sou petista, sou classe média até digamos alta. Tinha tudo para pensar como os leitores do Estadão, que mandam frases de efeito, às vezes engraçadinhas, que o jor­nal adora publicar. Mas, felizmente, penso exatamente ao contrário desses leitores. Graças a Deus e ao meu pai, que me ensinou a olhar a vida sem radicalismos.


Atenciosamente.
ALDO PACINOTO
Curitiba


RESPOSTA DO DR. HUMBERTO DE LUNA FREIRE FILHO
Prezado colega Aldo (Também sou médico - Neurocirurgião)

Antes de mais nada quero deixar claro que não sou eleitor do Sr. José Serra, sou apolítico, não filiado a nenhum partido, tenho nojo de politíca, e consequentemente, de políticos, principalmente dos atuais.
Sou a favor sim, dos princípios morais, mas, para meu desapontamento, isso transformou-se em fruta rara nos três Poderes da República no atual governo. Quero também informar ao colega que leio qualquer publicação e não só O Estado de S. Paulo e a Revista Veja, como também já viajei por meio mundo, portanto, vou responder suas indagações com conhecimento, e o que é mais importante, com a independência de um profissional liberal não comprometido com governo nem com imprensa nem com igreja nem com sindicatos ou com quem quer que seja.
Quanto à sua pergunta sobre o que piorou na minha vida durante o governo Lula e as possíveis melhoras em um possível governo Serra, eu diria que não houve nem haverá nenhuma mudança. Nem eu quero que haja, porque de governo, qualquer que seja a tendência ideológica, eu só desejo uma coisa: DISTÂNCIA.
Não dependo nem nunca dependi de nenhum deles. Uma outra afirmativa sua é sobre a melhoria da vida dos mais pobres (por conta do bolsa família, imagino). Minha opinião é que bolsa família não é inclusão social, é esmola, mais pre­cisa­mente compra disfarçada de votos. O pobre não quer esmola, quer escolas, hospitais, ambulatórios que funcionem na realidade. Nos palanques eleitorais já foi dito até que a medicina pública brasileira está próxima da perfeição. Só que a cúpula do governo, quando precisa de assistência médica, dirige-se ao Sirio-Libanês ou ao Hospital Israelita, e chega em São Paulo em jatos particulares. O colega, como médico, não deve ignorar essa realidade.
Na área rural, falta mão de obra porque o dito trabalhador rural virou para­sita do governo, e não mais trabalha. "Para que trabalhar? Eu fico em casa e no final do mês o governo me paga". Essa foi a frase que tive que engolir, não faz muito tempo, antes de abortar um projeto em minha propriedade rural, que empregaria pelo menos 50 pessoas. Quando optamos pela mecanização, vem um bando de sindicalistas hipócritas junto com a quadrilha do MST, diga-se de passagem foras da lei e baderneiros, financiados com dinheiro público, dizer que a máquina está tirando o emprego no campo.
Outro item a que você se refere é sobre a minha observação, completamente equivocada (equivocada na sua opinião), publicada hoje no jornal O Estado de S. Paulo. Pois é, aquela é a MINHA observação, e eu espero que o colega a respeite como eu respeitaria a sua, se lá estivesse publicada. E mais, se você quiser fazer um giro maior, saindo portanto, da esfera do Estadão e da Veja para fugir do conservadorismo dos mesmos, (conservadorismo também opinião sua - e respeito), verá que existem muitas outras publicações minhas dentro do mesmo raciocínio, coerência, independência e coragem que tenho para falar o que quero, e assumir totalmente a responsabilidade pelo dito. Colega, por favor, pesquise os seguintes jornais: Diário de Pernambuco (Recife-PE), Diário da Manhã (Goiânia-GO), Gazeta do Povo (Curitiba-PR), O Dia (Rio de Janeiro-RJ), Jornal O Povo (Fortaleza-CE) e outros, além de dezenas de sites e blogs.
Agora faço a minha primeira pergunta: São todos conservadores e reacionários? Não! São independentes. Não são parte da imprensa submissa e remunerada com dinheiro público, não fazem publicidade da Petrobras, do Banco do Brasil , da Caixa Economica Federal, do PAC, e o mais importante, não recebem ordens de Franklin Martins, (o Joseph GoebbelsTupiniquin), manipulador de informações, prestidigitador que usa o vulnerável substrato cultural brasileiro, para transformar câncer em voto.
E para encerrar, permita-me fazer mais essas perguntas: O The Economist, o El País, O Le Monde, etc. informaram a opinião pública européia sobre as dezenas de escândalos financeiros e morais ocorridos no País nos últimos sete anos, e que permanecem impunes por pressão do grande lider e asseclas? Informaram que o Congresso Nacional está tomado por uma quadrilha manipulada pelo Executivo (80% envolvidos em algum tipo de delito) e que conseguiram extinguir a oposição? Informaram que a maior empresa brasileira é estatal e ao mesmo tempo usufruto do governo, e que o mesmo tenta desesperadamente blindá-la contra qualquer fiscalização? Informaram que 40% dos ministros e ex-ministros desse governo respondem a processos por malversação de dinheiro público?
Eu acho que os chefes de estados da Europa não sabem dessas particularida­des. Por muito menos estão rolando cabeças no Parlamento Britânico, e com uma grande diferença: o dinheiro lá desviado é devolvido aos cofres públicos; enquanto aqui parte é rateada; parte é para pagar bons advogados, e outra parte é incor­porada ao patrimônio do ladrão.
Casos exaustivamente comentados na imprensa vem ocorrendo há anos com pelo menos cinco indivíduos que hoje fazem parte ativa da base de sustentação do grande líder. Isso para não falar de coisas mais graves como os assassinatos dos prefeitos de Campinas e de Santo André, envolvendo verbas de campanha. Crimes esses nunca esclarecidos e cujos cadáveres permanecem até hoje no armário do PT. Portanto, ver Luiz Inácio Lula da Silva como um líder é querer forçar um pouco. Para mim, ele não passa de papagaio de pirata de Hugo Chavéz. Veja a sua última pérola: " O Brasil acha petróleo a 6 mil metros de profundidade, por que não acha um avião a 2 mil? ". Isso não é pronunciamento de líder em um evento público envolvendo dezenas de chefes de estado. Isso cairia bem em reunião de sindicato ou em mesa de botequim. Caracteriza oportunismo vulgar.
Moro no Brasil, sei ler e não sinto azia quando leio. Não sou preconceituoso nem radical, modéstia a parte, sou esclarecido, e se combater corrupção é radicalismo, aí sim, sou RADICAL, e estou pronto para qualquer coisa como todo nor­destino... de caráter.

Atenciosamente.
Humberto de Luna Freire Filho
São Paulo

JORGINA, A MAIOR FRAUDADORA DO INSS, AGORA É ASSESSORA...


Pasmem! Jorgina de Freitas, a maior FRAUDADORA do INSS, é hoje ASSESSORA do Pres. da CEDAE (RJ), Wagner Victer. Inacreditável!!! Repassem essa informação. Vejam abaixo.

A ex-procuradora do INSS, Jorgina de Freitas, em 1992, foi condenada junto com o juiz Nestor José Nascimento e o advogado Ilson Escóssia por fraudes que desviaram R$ 310 milhões do INSS. Posteriormente, Jorgina foi condenada a devolver aos cofres públicos R$ 200 milhões. Ela fugiu do Brasil e foi presa na Costa Rica, em 1997.

Agora, embora continue cumprindo pena Jorgina de Freitas passou ao regime semi-aberto, porque conseguiu um emprego. Adivinhem o que ela faz? Foi contratada pela CEDAE e hoje, assessora o presidente da empresa, Wagner Victer. Acreditem se quiserem.

Vejam a nota do jornalista Claudio Humberto:

"Bem, uma pergunta não quer calar. Que tipo de assessoria Jorgina de Freitas pode estar prestando a Wagner Victer? Bem, de água ela não entende, mas de fato, é inegável, passou uma boa parte da sua vida “chafurdando no esgoto”, desviando dinheiro dos aposentados e pensionistas.

Também não podemos esquecer que, se na secretaria de Saúde o “mar de lama” se espalhou, na CEDAE é um “mar de esgoto”, de tantas irregularidades praticadas na gestão de Wagner Victer. Talvez por isso, Victer convocou os “prestimosos serviços” da maior fraudadora do INSS da história. E aí Victer, não vai dizer nada? A população está aguardando uma explicação..."


==========================================================

"Assim como falham as palavras quando querem exprimir qualquer pensamento,
Assim falham os pensamentos quando querem exprimir qualquer realidade,
Mas, como a realidade pensada não é a dita mas a pensada.
Assim a mesma dita realidade existe, não o ser pensada.
Assim tudo o que existe, simplesmente existe.
O resto é uma espécie de sono que temos, infância da doença.
Uma velhice que nos acompanha desde a infância da doença."
(Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa)

Vamos dizer não ao fechamento...

Jornal do Brasil: Vamos dizer não ao fechamento...
Você está convidado para participar da manifestação que o Sindicato vai fazer em frente à sede do Jornal do Brasil – Av. Paulo de Frontin 568 – na quarta-feira, dia 21, ao meio-dia. Será um protesto para tentar evitar o fechamento do jornal e alertar as autoridades da área do Trabalho para que não se repita o que aconteceu com os ex-empregados do grupo Bloch - muitos morreram sem serem indenizados e a maioria só recebeu, na Justiça, 10 anos depois da falência. Leia mais

Salve Sakineh...

Graças a protestos globais a iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani acabou de escapar da morte por apedrejamento.

Ela ainda poderá ser enforcada, mas a execução por apedrejamento continua. Agora mesmo outras 15 pessoas estão no corredor da morte aguardando serem apedrejados, onde as pessoas são enterradas até o pescoço e pedras enormes são jogadas nas suas cabeças.

O perdão parcial a Sakineh, fruto dos esforços dos seus filhos em gerar uma pressão internacional, mostrou que se nós nos unirmos manifestando o nosso horror, nós poderemos salvar a vida dela e acabar com o apedrejamento de uma vez por todas. Assine a petição urgente agora e depois envie para todos que você conhece -- vamos acabar com estas execuções crueis agora!

http://www.avaaz.org/po/stop_stoning/?vl

Sakineh foi condenada por adultério, assim como as outras 12 mulheres e um homen, que aguardam o apedrejamento. Mas os seus filhos e um advogado diz que ela é inocente e que ela não teve um julgamento justo, dizendo que a sua confissão foi forçada e como ela só fala azerbaijano, ela não entendeu o que estavam perguntando no tribunal.

Apesar do Irã assinar a convenção da ONU que requere que a pena de morte seja usada somente para os “crimes mais sérios” e apesar do parlamento iraniano passar a lei banindo o apedrejamento ano passado, o apedrejamento por adultério continua.

Os advogados de Sakineh dizem que o governo iraniano “está com medo da reação pública no Irã e da atenção internacional” para acabar com o apedrejamento. E depois dos Ministros da Turquia e do Reino Unido se declararem contra a sentença de Sakineh, ela foi suspensa.

Os corajosos filhos de Sakineh estão liderando uma campanha internacional para salvar a sua mãe e acabar com o apedrejamento. Uma comoção internacional agora pode acabar com esta punição terrível. Vamos nos unir hoje ao redor do mundo para acabar com esta brutalidade. Assine a petição para salvar a Sakineh e acabar agora com o apegrejamento:

http://www.avaaz.org/po/stop_stoning/?vl

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Entrevista...

Na GTV, reveja a entrevista com o psiquiatra Paulo Bonates

Professor da Ufes e da Emescam, Bonates conversou ao vivo com internautas do portal Gazeta Online nesta segunda (12)

Laila Magesk - DA REDAÇÃO

Como o emocional afeta a saúde? Posso desenvolver doenças quando estou muito estressado? A ansiedade é capaz de descontrolar as defesas do meu organismo? Como um período de pressão no trabalho ou de problemas afetivos e familiares influencia no meu corpo e na minha mente? O psiquiatra especialista em doenças psicossomáticas Paulo Bonates respondeu essas e outras perguntas na tarde desta segunda-feira, 12, na GTV. Assista à entrevista na tela ao lado. Esse vídeo chat foi uma parceira com o canal Vida Saudável.


quinta-feira, 15 de julho de 2010

Esclarecimento...

Queremos que Bonner e Fátima façam as perguntas a Lula que o Reinaldo Azevedo sugere para a entrevista do Jornal Nacional:

1) O senhor prometeu criar 10 milhões de empregos e chegará ao fim do mandato criando quatro milhões. Neste tempo, a renda da classe média caiu, e os empregos gerados se concentram na faixa de até 2 salários mínimos. A chamada distribuição de renda do seu governo não se faz à custa do empobrecimento dos menos pobres?

2) O Senhor disse que banqueiro lucra no seu governo e, por isso, não precisa de Proer. O Senhor sabe quantos Proers o Brasil paga por ano para sustentar os juros reais mais altos do mundo?

3) O seu filho, até bem pouco tempo antes de o Senhor assumir a Presidência, era monitor de Jardim Zoológico e, hoje, já é um empresário que a gente poderia classificar de milionário. O Senhor não acha uma ascensão muito rápida?

4) Genoino sabia do mensalão. Silvio Pereira sabia do mensalão. Dirceu sabia do mensalão. Ministros foram avisados do mensalão.
Só o senhor, da cúpula, não saberia. O senhor não acha que, nesse caso, não saber é tão grave quanto saber? E se houver mais irregularidades feitas por amigos seus que o senhor ignore?

5) Presidente, na sua gestão, as invasões de terra triplicaram, caiu o número de assentamentos e mais do que dobrou o número de mortos no campo. Como o senhor defende a sua política de reforma agrária?

6) O senhor não tem vergonha de subir em palanque onde estão mensaleiros e sanguessugas?

7) Presidente, em 2002, o Brasil exportava a metade do que exporta hoje, e o risco país era sete ou oito vezes maior. O país pagava 11% de juros reais. Hoje, continuamos a pagar mais de 10%. Como o senhor explica isso?

8) Em 2002, o governo FHC que o Senhor tanto critica repassou para São Paulo, na área de segurança, R$ 223,2 milhões.
Em 2005, o seu governo repassou apenas R$ 29,6 milhões. Só o seu avião custou R$ 125 milhões.
Não é muito pouco o que foi dado ao Estado que tem 40% da população carcerária do país?

9) Quando o Senhor assumiu, o agro negócio respondia por mais de 60% do superávit comercial. Quase quatro anos depois, o setor está quebrado, devendo R$ 50 bilhões. O Senhor não acha que o seu governo foi um desastre na área?

Não deixe de repassar esta mensagem.

FAÇAMOS A NOSSA PARTE.

Corrente Geral - Virada contra PT

Tirem o ignorante de lá com os seus ladrões!!!!

PENSE NO FUTURO, SEU, DE SEUS FILHOS, AMIGOS, PARENTES!

Maldade...

http://www.youtube.com/watch?v=xI5HBF5xiDc&feature=related

Questions answered in French...

Por que a vida do homem é MUITO mais simples?



A cena da bicicleta de Butch Cassidy & The Sundance Kid...

A Pirates Studios e o Cine Paradiso apresentam:
“ A cena da bicicleta”
do Filme Butch Cassidy & The Sundance Kid, de 1969, com Paul Newman e Katharine Ross.
(Musica "Rain Drops Keep Falling on My Head” [Burt Bacharach & Al Davi].

video

quinta-feira, 10 de junho de 2010

COPA 1998 - O ESCÂNDALO QUE TODO MUNDO SUSPEITAVA...

Talvez, isso explique a razão do jogador Leonardo ter declarado a seguinte frase:

Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo, ficariam enojadas.

Todos os brasileiros ficaram chocados e tristes por terem perdido a Copa do Mundo de futebol, na França . Não deveriam.

O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e o Gazzeta delo Sport e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos.

Fato comprovado:
O Brasil VENDEU a copa do mundo para a Fifa. Os jogadores titulares brasileiros foram avisados, às 13:00 do dia 12 de Julho (dia do jogo final), em uma reunião envolvendo o Sr. Ricardo Teixeira ( na única vez que o presidente da CBF compareceu a uma preleção da seleção), o Técnico Mário Zagallo, o Sr. Américo Faria, supervisor da seleção, e o Sr. Ronald Rhovald, representante da patrocinadora Nike.

Os jogadores reservas permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel.

A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar o penta-campeonato mundial por sediar a Copa do Mundo.

A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, US$70.000,00 para cada jogador, mais um bônus de US$400.000,00 para todos os jogadores e integrantes da comissão, num total de US$ 23.000.000,00
vinte e três milhões de dólares) através da empresa Nike.

Além disso, os jogadores que aceitarem o contrato com a empresa Nike nos próximos 4 anos terão as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como o próprio Ronaldo ‘o Fenômeno’, Raul da Espanha, Batistuta da Argentina e Roberto Carlos, também do Brasil.

Mesmo assim, Ronaldo se recusou a jogar, o que obrigou o técnico Zagallo a escalar o jogador Edmundo, dizendo que Ronaldo estava com problemas no joelho esquerdo (em primeira notícia divulgada às 13:30
no centro de imprensa) e, logo depois, às 14:15, alterando o prognóstico para problemas estomacais).

A sua situação só foi resolvida após o representante da Nike ameaçar retirar seu patrocínio vitalício ao jogador, avaliado em mais de US $90.000.000,00 (noventa milhões de dólares) ao longo da sua carreira.

Assim, combinou-se que o Brasil seria derrotado durante o 'Golden Goal' (prorrogação com morte súbita), porém a apatia que se abateu sobre os jogadores titulares fez com que a França , que absolutamente não participou desta negociação, marcasse, em duas falhas simples do time brasileiro, os primeiros gols.

O Sr. Joseph Blatter, novo presidente da Fifa, cidadão franco-suíço, aplaudiu a colaboração da equipe brasileira, uma vez que o campeonato mundial trouxe equilíbrio à França num momento das mais altas taxas de
desemprego jamais registradas naquele país, que serão agravadas pela recente introdução do euro (moeda única européia) e o mercado comum europeu (ECC). Garantiu, também, ao Sr. Ricardo Teixeira, através de seu tio, João Havelange, que o Brasil teria seu caminho facilitado para o penta-campeonato de 2002.

(onde há fumaça...)

Por gentileza passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas, para que todos possam conhecer a sujeira que ronda o futebol!

Desde, já agradeço, Um abraço.
Gunther Schweitzer
Central Globo de Jornalismo

E ainda tem gente que sofre por futebol!

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Primórdios da Lei Seca...

Anúncio publicado em 1919, logo depois que o Governo Americano
proibiu a fabricação e a venda de bebidas alcoólicas nos EUA (a famosa Lei Seca).


Agora olhe bem para a foto e responda:

- Não é melhor encher a cara todos os dias?

terça-feira, 8 de junho de 2010

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Ponte sobre o Rio Negro...

Esta ponte, de aproximadamente 3,5 km, liga a margem esquerda do Rio Negro (Manaus) com sua margem direita, onde se situam as cidades de Iranduba e Manacapuru.
Iranduba é onde estão as olarias que abastecem Manaus com tijolos (hoje o transporte é feito precariamente por meio de balsas); Manacapuru já é um cinturão verde que fornece frutas e legumes para a capital.
Esta ponte é uma obra muito discutida pela sociedade, tendo em vista que custará mais de R$ 700 milhões, dinheiro esse que poderia ter sido utilizado para resolver gargalos de infraestrutura; os mais críticos comentam que ela ligará "nada" à "coisa nenhuma"... rsrsrs.








Trepada fantástica...

video

terça-feira, 1 de junho de 2010

Marketing... ou não...

SERVIÇO...

Inscreva-se nos Cursos do XXVIII CBP...

Prezado Congressista,
O XXVIII CBP oferece importante oportunidade de atualização científica e profissional. Serão 20 cursos com 4 horas de duração, cada.

Não perca tempo! Você poderá consultar on line, além da grade horária, outras informações sobre os cursos, como:

• objetivo e área temática;
• os subtemas e docentes;
• o público alvo de cada curso.

Confira os 20 cursos que serão ministrados durante o XXVIII CBP e faça a sua programação increvendo-se já!

Conheça também outras atividades do programa científico preliminar.

Visite o site - www.cbpabp.org.br, participe, informe-se!

GOLPE NO CARTÃO DE DÉBITO...

Os 'caras' são no mínimo muito criativos! Há muito tempo não uso cheque e quase não levo dinheiro vivo, só gasto no Electron. De tanto usar, a gente perde um pouco do cuidado e é aí que sofre com a falta de atenção! No meu caso, me dei conta na hora, mas foi por sorte, pois, normalmente, não daria tanta atenção na hora de colocar a senha do cartão.

Abasteci o carro e na hora de pagar, o frentista fez a "gentileza' de me alcançar a maquininha, só que nesse momento os dedos dele taparam o visor.

Digitei a senha e ele colocou de volta na bancada, ai veio a minha sorte:
Por engano, digitei um número a menos e o cara sem querer falou: 'tá faltando um número'.

Como eu estava ao lado, olhei rapidamente para o v isor e minha senha estava ali digitada, ao invés dos tradicionais asteriscos!!! Como já conheço o gerente do posto (Ipiranga) chamei-o na hora e perdi mais umas duas horas na delegacia.

Lá veio o esclarecimento do novo golpe:

O atendente faz uma 'gentileza' e segura a máquina pra digitarmos a senha, neste momento, tapando o visor com a ponta dos dedos, na verdade ele não colocou o valor da compra, e os dígitos da senha aparecem no visor ficando expostos como se fossem o valor da compra.
Ele anota a senha e diz que não funcionou por qualquer motivo. Faz novamente o procedimento só que correto e a gente paga a despesa.

PRONTO: O cara tem a "senha anotada e o número do cartão" que fica registrado na bobina. Segundo a delegada, em dois dias um cartão clonado com qualquer nome está na mão da quadrilha e os débitos caem direto na sua conta!!! O frentista confessou que 'nem conhece quem são as pessoas por trás disso' um motoqueiro passou no posto, ofereceu R$ 400,00 por semana e passava lá pra pegar a lista de cartões e senhas e para deixar o dinheiro pro cara.

Sorte a minha que me atrapalhei com os dedos. Mas, OLHO VIVO PESSOAL!!

Segundo a delegada está acontecendo muito em barzinhos, botecos, danceterias, lojas de conveniência, posto de gasolina, etc.

Se puderem, repassem.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Convite para o lançamento do livro "Cinema e Loucura"...

XIX ENCONTRO LATINO-AMERICANO EM SANTIAGO DO CHILE...

Stand by me...


Vejam isso, para saber o que é "música das ruas".

Pois é. O nome da música é "Stand by Me..."

Este clipe musical circulou pela internet há uns dois anos e deixou todo mundo emocionado.
Nós não nos esquecemos dele, e agora estão de volta.
Parece que fizeram uma alteração no aparecimento dos participantes, mas se era perfeito, perfeito continuou.


http://vimeo.com/moogaloop.swf?clip_id=2539741


STAND BY ME...
Pense numa coisa bem feita e muito bonita.

STAND BY ME...

Basta clicar aqui e assistir a uma filmagem absolutamente impressionante, técnica e musicalmente.
Trata-se de um grupo de pessoas que não se conhecem entre si.
É aqui que entram os técnicos de som e imagem, voluntários e sem remuneração, que se ocuparam de captar o som de cada um dos "cantores", individual e mundialmente (são actuações ao ar livre e isso é extremamente difícil de fazer sem "ruídos exteriores").
Posto isto e remixado, atingindo um nível de pureza musical notável, chegamos a esta maravilha musical conseguida através de alta tecnologia e que, num instante, junta as pessoas de todo o mundo, fazendo-as sentir e falar ao mesmo tempo a mesma linguagem universal... a música.

Vida dura...

O sujeito vai andando pela rua quando, de repente, um assaltante lhe aponta a arma e lhe diz:
- Passa o relógio!
O coitado dá o seu Rolex falso e o ladrão reclama:
- Que é isso? Esta merda qualquer camelô vende por vinte reais! Passa a carteira!
O homem lhe entrega sua carteira de plástico, imitação de Hugo Boss, e o assaltante encontra nela três passes de ônibus, dois vales-refeição
e cinco reais.Irritado, o ladrão diz:
- Paletó gasto, sapatos velhos e a única coisa que parecia prestar aqui não passa de uma reles imitação barata! Afinal, que merda você faz na vida?
O cara responde, quase chorando:
- Sou médico FORMADO EM 1973 !
E o ladrão pergunta, com um sorriso simpático:
- Sério !!?
Qual turma...?

O FIM DOS PROFESSORES...

SERVIÇOS...


Desconto Progressivo em todos os CDs e DVDs Shows. Confira.

Frete grátis em todos os CDs e DVDs. Confira.

Mais...

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Discaração de voto...


Devo compartir com vocês uma péssima premonição: o Dunga será campeão do mundo empatado com a Dilma Roussef. Ambos igualmente qualificados. Senão vejamos.

Dilma é a mais clara expressão da inexistência própria. Depois de fingir lutar contra – que acabou sendo a favor da ditadura militar – ouve e obedece a seus superiores. Vai guardar vaga para o Lula.

O outro é e sempre foi cúmplice de FHC, um lamentável direitista em pele de direitista que vendeu literalmente o país.

Minha senhora, a senhora e eu somos a estupidez em formato de voto. Votamos porque se não a gente não recebe o montepio no fim do mês.

A minha opção é a Marina, já escolhi. Vou dançar quadrilha de São João com ela aproveitando que ela já é vestida a caráter desde que nasceu.

Apoio a Pesquisa com indios...

Edital do CNPQ para auxílio em pesquisas envolvendo indigenas. Maiores detalhes, caso te interesse, na pagina: www.cnpq.br

Cultores da Mediocridade - Huberto Rohden...

Cultores da Mediocridade

Meu ignoto amigo. Se fores impenitente cultor da rotina e mediocridade, guia-te pelas normas seguintes : Antes de pensar, informa-te sempre o que deve ser pensado - para não introduzires no mundo o contrabando de idéias novas.

Não penses nunca com o próprio cérebro - mas sempre com a cabeça dos outros. Dize sempre "sim" quando os outros dizem "sim" - e "não"quando os outros dizem "não".

Lê cada manhã, ao café, o teu jornal - para saberes o que deve ser pensado naquelas 24 horas. Quando vier alguém com idéias novas, evita-o como um perigo social e tem-no em conta de herege e demolidor.

Não te exponhas ao perigo de fazer o que o vizinho não faz - mas lembra-te da comprovada máxima burguesa: O seguro morreu de velho. Sê amigo dedicado da tua tépida poltrona - e não te exponhas a vertigens de vastos horizontes.

Prefere sempre as paredes maciças dum cárcere e as grades seguras duma gaiola as incertezas dum vôo estratosférico. Não abras nunca portas
fechadas - abre tão somente portas abertas.

Não explores caminhos novos,como os bandeirantes - anda sempre sobre trilhos previamente alinhados. Vai sempre com o grosso do rebanho, como os bons carneiros - e não procures caminho à margem da rotina geral.


Em suma,meu insigne cultor da mediocridade: Deixa tudo como está - para ver como fica. Dest'arte, conservarás a saúde e tranqüilidade dos nervos e poderás tomar, cada dia,com sossego, o teu choppe ou cock-tail - e passar pôr homem de bem...

Se, porém, resolveres, um dia, sair da rotina tradicional e expor-te ao perigo mortífero dum ideal superior, então lê com atenção o que te diz um homem que conhece a vida: Vai às margens do Ganges e pede ao mais robusto dos elefantes que te ceda a sua pele paquidérmica, para com ela revestires a tua alma.

Vai às praias do Nilo e arranca ao mais velho dos crocodilos a sua impenetrável couraça e faze dela invólucro do teu coração. Senta-se aos pés do mestre Zenon, rei dos Estóicos, e pede que te ensine a filosofia de ser pedra inerte, bloco de gelo, cadáver ambulante, indiferença absoluta.

E, depois de assim encouraçares a tua alma, sai pôr este mundo afora e dize aos homens de honesta mediocridade que vives pôr um ideal que não está no estômago, nem nos nervos, nem no sangue - e verás que te declararão guerra de morte!...

Pois, deves saber, meu amigo, que o mundo não sacrifica um só ídolo pôr um ideal... Desde que o mais arrojado idealista da história foi crucificado, morto e sepultado - são todos os idealistas crucificados pêlos cultores da mediocridade dominante.

Nada de grande acontece no mundo, sem que o mundo se revolte... Tudo que é belo e grande - acaba fatalmente nos braços de uma cruz...
E'esta a gloriosa tragédia dos homens superiores.

http://www.angelfire.com/dc/jor_municipios/poemas/Cultores_da_Mediocridade.htm

Huberto Rohden

---------------------------------------------------------------------------------

"Não te parece que devíamos levar isso conosco, no grotesco do cotidiano, em uma reunião de departamento que seja ou em uma assembléia psicótica onde somos obrigados a mentir, para não perder o lugar na janelinha camburão policial?

Não quero ser provocador apenas (rapidão antes que apareça um lacaniano auto-autorizado para dividir as palavras provoca e dor, o que seria a eclosão so caos) mas andat à cata de um foco ideal que nos mantenha vivos politicamente - e isso na minha opinião, está longe, muito longe do PT)

Este, o PT, alinhava com mãos turvas embora firmes o tecido neo-liberal do lastimável FHC"

Paulo Bonates

Rede Bandeirantes adverte LULA - JOELMIR BETING...

Possivelmente por causa deste EDITORIAL, ontem, dia 21 de maio de 2010, o Jornal da TV Bandeirantes não foi ao ar, pelo menos no Rio de Janeiro, o canal da BAND nada transmitia.

Supõe-se que o CMT em CHEFE das FFAA, o Lulla, tenha patrocinado tal silêncio.


video

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Adeus Sophia Loren, você jamais me mereceu...

Com todo respeito e amor a minha querida Mariucha, minha apaixonante mãe, e a Freud, meu insólito Complexo de Édipo ocorreu – poxa mãe que chato – com a participação especial de Sophia Loren, e grande elenco. Poucas crianças taradas como eu lembram da tenra infância como o período sexual mais ativo e reprimido da vida. Enquanto meus amiguinhos brincavam de boneca, eu aos cinco anos de idade roubei deparei-me com tio Antônio olhando estranho para um pôster. Olhei também e a vi.
Minha vida mudou. Desobedeci à chamada ordem natural das coisas e troquei sacanamente o mamilo de Dona Mariucha pelas coxas sacras e demoníacas da atriz italiana. Ela me olhava também daquele Pôster do tio. Nunca fui desses que amam sem ser amado. Precisaria ser enganado nesse sentido (o que, aliás, sempre acontece). Então.
Daquele dia em diante abri mão de mamãe como obscuro objeto de meu proibido desejo, e fechei a mão sobre o como diz Lula companheiro penis em direção à Sophia. Tal obsessão preencheria todos os espaços de meu desejo. Tracei minha onipotente escultura. Jamais abriria mão de mulheres ocidentais com olhos orientais tipo chinesas voltadas para o alto e para o lado de cima, entendem. Claro que não.Só entende o amor quem ama. Coxas, as coxas deveriam ser grossas sem limites. A boca larga e grande carnuda tipo Angelina.
Passei a vida procurando o sacrossanto protótipo fingindo principalmente mentindo para mim mesmo que andava à cata e à espreita das virtudes.
Cheguei a amar mulheres porque se assemelhavam a ela. E rejeitá-las por não ser ela.
Todo o desejo verdadeiro é esquizofrênico. Ignora a razão e capricha no tesão.

Um dia Muito Especial, quando conheci a inveja bem de perto...

Quando assisti a este filme vivi a morte mais morrida que há. Tratava-se de alguém – Benito Mussolini – que ia visitar Nápoles.
Todos os habitantes de uma casa de cômodos foram para a praça ver o fantástico idiota passar desfilar.
Só ficaram no imenso e pobre condomínio, Marcello Mastroianni em sua própria quitinete dois andares de escada acima (no papel não sei de quem). E quem mais? Vocês já sabem.

Ela, Sophia, que fazia uma dona de casa que apesar da doméstica profissão de fé deixava transparecer – exceto ao marido que era geneticamente anestesiado uma incomensurável sensualidade. Ele dando bola para ele.
Mas que nada
Rejeitou-a.
Ela ficou nuazinha na frente dele
Eu morri na cadeira do cinema
E jamais ressuscitei...